Vacina da Pfizer: Saúde diz que só irá analisar redução de intervalo após aplicação da 1ª dose para todos os adultos

O Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) divulgaram uma nota conjunta nesta terça-feira, 27, em que afirmam que a redução do intervalo entre as duas doses da vacina contra a Covid-19 será analisada após a aplicação da primeira dose para toda a população acima de 18 anos. “Após a distribuição da primeira dose para toda a população adulta, será analisada a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose, baseada, sempre, nas melhores evidências científicas, trazidas nas discussões da Câmara Técnica Assessora de Imunizações”, diz o comunicado.

A pasta também afirmou que Estados e municípios devem seguir as definições do Programa Nacional de Imunizações (PNI), sob pena de responsabilidade futura. “O sucesso da vacinação depende da atuação sinérgica, harmônica e solidária entre os níveis federal, estadual e municipal, além da colaboração imprescindível da sociedade civil e dos meios de comunicação”, declarou. A nota comunica ainda que, após a conclusão da vacinação do público adulto, serão incluídos os adolescentes de 12 a 17 anos, com prioridade para os que possuem comorbidades.

Nesta segunda-feira, o Ministério da Saúde informou que estudava diminuir o intervalo entre as doses da vacina contra a Covid-19 da Pfizer. Atualmente, a pausa entre as duas aplicações do imunizante no país é de 12 semanas. O aumento da disseminação da variante Delta, registrada pela primeira vez na Índia e mais transmissível do que as outras cepas, porém, tem feito com que autoridades e especialistas considerem uma diminuição desse tempo. O intuito é que o esquema vacinal da população seja finalizado mais rápido, aumentando o número de pessoas totalmente imunizadas em um curto período de tempo. O estudo Pitch, realizado por especialistas do Reino Unido, ainda sem revisão pelos pares, aponta que uma pausa longa, média de 10 semanas, aumenta a proteção do imunizante da Pfizer contra a variante Delta.

Ultimas notícias

Ideias para vender produtos artesanais

Empreender, para muitas pessoas, tornou-se uma forma de fazer uma renda extra. Desse modo, com o objetivo de auxiliar as pessoas que...

Melhores localidades em Tocantins para se conhecer

Frederico Gayer Machado de Araujo, grande empresário e nativo de Tocantins, comenta sobre os melhores lugares para se conhecer em seu...

Como manter um cabelo lindo e cacheado?

Para Leandra, a Diva do Brás, o cabelo cacheado está cada vez mais em alta, podendo até ser uma nova tendência nos...

Marco Antonio Carbonari dá dicas de harmonização com queijos

Receber amigos ou pessoas especiais em uma noite de vinhos para degustação e aperitivos é um dos programas...

Veja tambem