Prefeitura de Porto Alegre licencia mais de 6,4 mil novos negócios em sete meses

Levantamento da SMDET (Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo), por meio da Sala do Empreendedor – setor responsável pelo licenciamento das atividades econômicas – revela aumento de 6,48% no número de empresas entre janeiro de 2019 e julho de 2021. No período foram abertos 6.981 novos negócios. Comércio, indústria e serviços foram os segmentos que registraram maior crescimento durante a pandemia.

Iniciativas como a criação da Lei da Liberdade Econômica, que extingue a necessidade de alvará para atividades de baixo risco e reduz a burocracia para a abertura de negócios; medidas emergenciais, como a suspensão do envio de inadimplentes ao SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e para protesto extrajudicial, são exemplos de políticas públicas adotadas pela prefeitura para auxiliar na retomada da economia.

“Observar a atividade comercial reaquecer nos permite projetar que estamos firmes no caminho da retomada econômica de Porto Alegre, com a geração de emprego e renda para todos. Mesmo durante os meses mais graves da pandemia, alguns segmentos, como os de salão de beleza, apresentaram crescimento”, destaca o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rodrigo Lorenzoni.

Em 2019, havia 38.767 empresas licenciadas no setor do comércio em Porto Alegre. Já em 2021, este número subiu para 39.398, com destaque para o setor dos bares, restaurantes e lancherias, que registrou crescimento de 2.185 inscrições para 2.307, aumento de 5,58%. Outro destaque foi o setor de cosméticos e produtos de beleza com incremento de 14,95%, passando de 876 inscrições (2019) para 1.007 neste ano.

No setor da indústria, o estudo apurou que em 2019 eram de 2.181 empresas, passando para 2.499 no ano de 2021, o que representa um aumento de pouco mais de 14%. O destaque fica por conta da produção de produtos de padaria, confeitaria e pastelaria, que passou de 178 para 237, alta de mais de 33%.

Administração – O crescimento ocorreu, também, na área dos serviços. Havia 66.759 empresas cadastradas em 2019. Este número subiu para 72.791 em 2021, representando um aumento de 9%. O destaque fica para os escritórios de administração, com aumento de 129%. Em 2019 eram 4.050 inscrições e neste ano já são 9.275 inscrições.

“Fortalecer o empreendedorismo é o caminho para gerar empregos. Afinal, quem abre um negócio emprega a si e a outras pessoas”, completa Lorenzoni.

Ultimas notícias

Ideias para vender produtos artesanais

Empreender, para muitas pessoas, tornou-se uma forma de fazer uma renda extra. Desse modo, com o objetivo de auxiliar as pessoas que...

Melhores localidades em Tocantins para se conhecer

Frederico Gayer Machado de Araujo, grande empresário e nativo de Tocantins, comenta sobre os melhores lugares para se conhecer em seu...

Como manter um cabelo lindo e cacheado?

Para Leandra, a Diva do Brás, o cabelo cacheado está cada vez mais em alta, podendo até ser uma nova tendência nos...

Marco Antonio Carbonari dá dicas de harmonização com queijos

Receber amigos ou pessoas especiais em uma noite de vinhos para degustação e aperitivos é um dos programas...

Veja tambem