Vacinação contra a Covid-19 no RS começará até o dia 21, afirma governador


Uso emergencial da Coronavac e da Astrazeneca foi autorizado neste domingo. Governo informou que estado tem estrutura pronta para a iniciar a campanha. Funcionário inspeciona ampolas com a CoronaVac, vacina contra a Covid-19 da farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, na sede do Instituto Butantan em São Paulo, no Brasil, em 12 de janeiro de 2021
Amanda Perobelli/Reuters
Com a aprovação do uso emergencial das vacinas Coronavac e Astrazeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na tarde deste domingo (17), o governador do RS, Eduardo Leite (PSDB), manifestou que a expectativa é iniciar a imunização no estado até quinta-feira (21).
Governo de SP aplicsea 1ª do da CoronaVac antes do início do plano nacional de vacinação
“Amanhã (segunda, dia 18) mesmo deve começar a distribuição da primeira aos estados. Vacinação, possível de ser iniciada até o dia 21 (talvez 20). O RS está pronto!”, postou Leite, nas redes sociais. Ele também agradeceu aos cientistas pelos esforços em desenvolver as vacinas.
Initial plugin text
A estrutura já vinha sendo preparada para a chegada dos imunizantes. As doses serão distribuídas para as 18 coordenadorias regionais de saúde do estado, que dispõe de 96 câmaras frias, para acondicionar as vacinas. A capacidade total de armazenamento é para até 10 milhões de doses.
As vacinas aplicadas no RS serão enviadas pelo Ministério da Saúde.
Como será a distribuição das vacinas
Assim que as doses chegarem ao estado, seguem para a Central Estadual de Distribuição e Armazenamento de Imunobiológicos (Ceadi).
No local, é feita a separação para as regionais, de acordo com critérios populacionais dos grupos a serem vacinados e de acordo com o volume recebido. Do local, partem os caminhões para as 17 regionais do interior, para a regional com sede na capital e para a central de armazenamento da Secretaria de Saúde de Porto Alegre.
O estado também conta com agulhas e seringas, além de 1,8 mil salas de vacinas em todo o estado. Os municípios definirão os horários das vacinações, para evitar aglomerações.
1 milhão de pessoas no grupo de risco
De acordo com o Plano Nacional de Imunização, os grupos prioritários para a campanha são:
profissionais na linha de frente em contato direto com o vírus, como pessoas que trabalham em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), centros de triagem e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu);
idosos em lares de longa permanência;
idosos fora desses lares escalonados por faixa etária (mais de 80 anos; de 75 a 79 anos; de 70 a 74 anos);
indígenas
quilombolas.
A estimativa é que cerca de 1 milhão de pessoas façam parte dessas populações no estado, diz o governo.
VÍDEOS: Vacinas

Ultimas notícias

Polícia faz operação contra fraudes no seguro DPVAT no RS; desvios podem chegar a R$ 8 milhões

Segundo as investigações, grupo criminoso agia com informantes dentro de hospitais procurando vítimas de acidentes, além de fraudar...

Enfermeiros e técnicos são os profissionais de saúde mais atingidos pela Covid no RS, aponta boletim

Quase metade dos 32 mil profissionais da saúde infectados são da área da enfermagem. Dia Internacional da Enfermagem,...

Cresce procura por atendimento psicológico no RS; veja locais que oferecem apoio gratuito ou com 'valor social'

Orientação da Secretaria Estadual da Saúde é buscar o atendimento na rede de atenção primária. Estado tem 212 unidades do Centros de...

Governo distribui 310 câmaras frias para vacinas a cidades do RS com menos de 100 mil habitantes

No total, 194 municípios serão contemplados. Primeiras 52 receberam nesta terça (11). Objetivo é aprimorar a Rede de...

Veja tambem