Vacina contra a Covid: quem está recebendo as doses disponíveis de CoronaVac em cada estado brasileiro


Em linhas gerais, por causa da escassez de vacinas, os governos estão vacinando atualmente apenas idosos que vivem em asilos, indígenas que vivem em aldeias e profissionais de saúde que trabalham na linha de frente contra o coronavírus. Homem indígena Guarani é vacinado com a CoronaVac na aldeia São Mata Verde Bonita, em Maricá (RJ), no dia 20 de janeiro.
Mauro Pimentel / AFP
Todos os estados brasileiros receberam doses de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório da China Sinovac e já iniciaram a vacinação contra a Covid-19.
O Ministério da Saúde definiu uma série de critérios para priorizar e dividir os grupos mais vulneráveis ao contágio pelo coronavírus. Mas estados têm autonomia para fazer a distribuição das vacinas e definir suas prioridades, com base nas recomendações da pasta. No Maranhão, por exemplo, moradores de rua foram incluídos na primeira fase.
Em linhas gerais, por causa da escassez de vacinas, os governos estão vacinando atualmente apenas idosos que vivem em asilos, indígenas que vivem em aldeias e profissionais de saúde que trabalham na linha de frente contra o coronavírus.
BLOG DO VALDO CRUZ: Governadores defendem envio de missão oficial à China para liberar insumos das vacinas
Não há estimativa de quando a vacinação será estendida para outros grupos, como idosos que não vivem em asilos e pessoas com comorbidades, como diabetes e doenças cardíacas. Isso pode demorar semanas ou meses, a depender do estoque das vacinas. Há hoje no país somente 6 milhões de doses disponíveis e autorizadas para uso, sendo que milhares delas já foram aplicadas.
A BBC News Brasil fez um levantamento de como está a vacinação em cada Estado e quais são os públicos prioritários de cada um deles nesta fase inicial.
Acre
Vacinação no Acre começou na quarta-feira (20). A primeira etapa tem como público-alvo os trabalhadores de saúde da linha de frente contra a Covid-19, além de indígenas e idosos institucionalizados (os que vivem em asilos, por exemplo).
Alagoas
O governo de Alagoas afirmou que vai vacinar todos os profissionais na linha de frente contra o novo coronavírus, idosos institucionalizados e indígenas. O estado disse que vai enviar 25.130 doses da CoronaVac para os 102 municípios alagoanos.
Amazonas
Movimentação na frente do Hospital e pronto-socorro 28 de agosto, em Manaus, na tarde de 14 de janeiro.
Sandro Pereira/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Na primeira fase de vacinação, iniciada na segunda-feira (18), o governo do Amazonas vai imunizar 262 mil pessoas, começando por trabalhadores da saúde, população indígena e idosos.
BLOG DA ANDRÉIA SADI: Diante do colapso em Manaus, governadores acertam cota extra da vacina para o Amazonas
SUSPENSÃO: Vacinação contra Covid-19 em Manaus é suspensa em meio a investigação sobre irregularidade na aplicação das doses
Amapá
O governo do Amapá iniciou a vacinação na terça-feira (19) e fará a imunização da população em quatro etapas. A primeira engloba 18.558 profissionais da saúde, a segunda, 69.168 pessoas a partir de 60 anos, a terceira, 21.721 pessoas com comorbidades e a quarta, 29.382 pessoas, que incluem trabalhadores da educação, das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e povos indígenas.
Antes de atender outras fases da população ainda serão vacinadas 32.3544 trabalhadores dos transportes coletivo (rodoviário, metroferroviário, aéreo e portuário), povos e comunidades tradicionais ribeirinhas, detentos e pessoas com deficiências permanentes severas.
Bahia
Na Bahia, mais de 19 mil pessoas já foram vacinadas com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. O estado recebeu 376,6 mil doses.
Nesta primeira fase, serão imunizados os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à doença e em unidades de saúde de urgência e emergência, idosos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais.
Ceará
O governo do Ceará começou a vacinar a população com as 109 mil que chegaram ao estado. A prioridade será para profissionais de saúde da linha de frente de combate à Covid-19 de unidades públicas e privadas e idosos institucionalizados (que moram em asilos).
Distrito Federal
Mais de 7.000 pessoas já foram vacinadas contra o novo coronavírus no Distrito Federal desde a aplicação da primeira dose na terça-feira (19).
O Distrito Federal recebeu 106.160 doses da CoronaVac. Essas primeiras vacinas serão destinadas a trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia, indígenas, idosos e pessoas com deficiência em asilos, além de cuidadores que atuam nessas instituições.
Espírito Santo
Ao menos 3.000 pessoas foram imunizadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Espírito Santo. Na primeira fase, serão vacinados os profissionais da saúde, pessoas com de 60 anos que moram em asilos, pessoas maiores de 18 anos com deficiência residentes em residências inclusivas e indígenas. Idosos acima dos 75 anos não institucionalizados serão vacinados após a chegada de mais imunizantes.
Goiás
A vacinação em Goiás começou na quarta-feira após o estado receber 183 mil doses da CoronaVac. A prioridade será imunizar os trabalhadores de saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19, idosos com 60 anos ou mais e pessoas com deficiência que vivem em instituições, além de indígenas aldeados. A segunda dose está programada para começar em fevereiro.
Maranhão
O Maranhão já distribuiu as 164 mil doses da vacina contra a Covid para suas 217 cidades. Nesta primeira etapa, serão vacinados profissionais de saúde, pessoas de 75 anos ou mais e pessoas de 60 anos ou mais que vivem em asilos.
Também serão priorizados na primeira fase a população em situação de rua, os indígenas, além dos povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.
Mato Grosso
Após receber mais de 126 mil doses da CoronaVac, Mato Grosso iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19 na segunda-feira (18). Nesta primeira fase, o estado vai priorizar a imunização dos trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, idosos com 60 anos ou mais que vivem em asilos ou instituições psiquiátricas, pessoas com deficiência que vivem em instituições e indígenas aldeados.
Mato Grosso do Sul
Em pouco mais de um dia após a chegada de mais de 158 mil doses da vacina contra a Covid-19, os 79 municípios de Mato Grosso do Sul receberam a vacina. Na primeira fase, serão imunizados os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições em casas de repouso, além de indígenas e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia de Covid-19.
Minas Gerais
Profissional de saúde Margarida Maria Honório comemora a vacinação com punho levantado depois de receber a primeira dose da CoronaVac, em Mateus Leme (MG), no dia 19 de janeiro. A vacina foi aplicada pelo próprio prefeito (à direita), Renilton Ribeiro Coelho, que é médico.
Douglas Magno/AFP
O estado de Minas Gerais recebeu 577 mil doses da CoronaVac. Inicialmente, serão vacinados “profissionais de saúde que estão expostos a riscos, idosos em instituições de longa permanência e também os indígenas que vivem em aldeias”.
Pará
Profissional de saúde quilombola Raimunda Nonata, de 70 anos, foi a primeira vacinada com a CoronaVac no quilombo Marajupena, em Cachoeira do Piriá (PA), no dia 19 de janeiro.
Tarso Sarraf/AFP
O Pará recebeu 173 mil doses da vacina contra o coronavírus. Desse total, 48.680 foram destinados à população indígena. O restante foi destinado para profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e idosos que vivem em asilos.
Paraíba
O estado da Paraíba vai vacinar 54.689 pessoas com as primeiras doses recebidas da CoronaVac. Serão imunizados 42.925 trabalhadores da saúde, 10.432 indígenas aldeados, 1.212 pessoas idosas em asilos e 120 pessoas com deficiência institucionalizadas.
Paraná
Após receber 265 mil doses da vacina contra a Covid, o Paraná já distribuiu o imunizante para todos os seus 399 municípios.
Nesta primeira fase, a aplicação é feita nos “profissionais da saúde, indígenas, idosos institucionalizados e pessoas com deficiência severa”, segundo o governo.
Pernambuco
Pernambuco recebeu 270 mil doses da CoronaVac nesta semana. Com essas doses, segundo o governo, será possível vacinar 34% dos trabalhadores de saúde pernambucanos e todos os 26,5 mil indígenas, 2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência institucionalizados.
Piauí
Desde segunda-feira, o Piauí iniciou sua campanha de vacinação contra a Covid-19. O estado recebeu 61.160 doses da CoronaVac, que imunizarão 28.651 profissionais da saúde, 10 pessoas com deficiência institucionalizadas, 460 com mais de 60 anos institucionalizadas e 21 para indígenas vivendo em terras demarcadas.
Rondônia
Quase 50 mil doses da CoronaVac foram distribuídas para os 52 municípios de Rondônia. A prioridade do estado é vacinar os profissionais da linha de frente contra a Covid-19, os indígenas aldeados e idosos com mais de 60 anos que moram em casas de repouso ou asilos.
Rio de Janeiro
O governo do Rio de Janeiro já distribuiu as quase meio milhão de doses da vacina contra o coronavírus em todos os seus 96 municípios.
O estado disse que vai priorizar nessa primeira fase os trabalhadores da linha de frente da saúde, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência com mais de 18 anos que vivem em residências inclusivas e população indígena que vive em aldeias.
Rio Grande do Norte
O Rio Grande do Norte iniciou a vacinação da população após receber um lote com 82 mil doses da CoronaVac. Nesta primeira fase, serão imunizados os profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19, pessoas com 75 anos ou mais, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos e pessoas de comunidades tradicionais ribeirinhas.
Roraima
Três primeiros imunizados em Roraima: indígena Macuxi Iolanda Pereira da Silva; técnica em enfermagem Gilda Aparecida de Oliveira Silva; e o idoso José Ribeiro Pereira da Silva
Vanessa Fernandes/G1 RR
O governo de Roraima iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19 após a chegada das primeiras 87 mil doses da CoronaVac no estado. Nessa primeira etapa, o governo diz que vai imunizar toda a população indígena aldeada, idosos em asilos e os profissionais de saúde.
Rio Grande do Sul
Profissional da saúde é vacinada contra o coronavírus no HPS em Porto Alegre
Cristine Rochol/PMPA
O Rio Grande do Sul distribuiu 341 mil doses de vacinas contra a Covid-19 para 496 municípios. Apenas um receberá as doses na sexta-feira (22).
Nesta primeira fase, o governo diz que serão vacinados 34% dos trabalhadores da saúde, todos os idosos que moram em asilos, todas as pessoas maiores de 18 anos com deficiência que vivem em residências inclusivas e toda a população indígena que vive em aldeias.
Santa Catarina
Santa Catarina recebeu 144 mil doses da CoronaVac na segunda-feira (18/01), quando começou a imunizar a população. Dessas doses, 17.480 são destinadas à população indígena.
As outras atenderão profissionais da saúde, além de idosos e deficientes que vivem em asilos ou abrigos.
Sergipe
Sergipe iniciou a vacinação contra a Covid-19 após a chegada de mais de 48 mil doses ao estado. Além dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19, serão imunizados prioritariamente os idosos que vivem em abrigos e indígenas aldeados.
São Paulo
A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, mostra seu cartão de vacinação após ser a primeira brasileira a receber a vacina CoronaVac no Hospital das Clínicas, em São Paulo, neste domingo (17)
Carla Carniel/AP
Até a noite desta quinta-feira (21), o governo de São Paulo tinha vacinado mais de 53 mil pessoas contra o coronavírus. A expectativa do governo é que 9 milhões de pessoas (20% da população estadual) estejam vacinadas com as duas doses da vacina até o dia 28 de março.
Nesta primeira fase, serão vacinados profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos que vivem em asilos, indígenas aldeados e quilombolas.
Tocantins
O Tocantins já começou a vacinar pessoas com as 44 mil doses da CoronaVac que recebeu. A prioridade definida pelo estado é imunizar idosos que vivem asilos, trabalhadores de saúde que atuam no enfrentamento da Covid e outros grupos definidos como prioritários pelo Ministério da Saúde, como indígenas.
VÍDEOS: Veja novidades sobre as vacinas contra a Covid-19:

Ultimas notícias

Municípios do RS temem 'apagão' por falta de vacina contra a Covid, diz Conselho das Secretarias de Saúde

Fiocruz e Butantan anunciaram a paralisação na fabricação das vacinas Oxford/AstraZeneca e CoronaVac. Secretaria da Saúde estima que...

Operação dispersa pontos de aglomeração em Porto Alegre

Ocorrências foram registradas nos bairros Centro Histórico, Arquipélago, Cidade Baixa e Moinhos de Vento. Festa realizada em estabelecimento...

Homem de 72 anos é morto a tiros em Porto Alegre

Vítima, identificada como João Carlos Franco Cunha, de 72 anos, foi atingido por dois tiros na nuca e...

Museus recebem visitantes com hora marcada no RS; saiba como agendar

Reabertos após período de restrições, os museus históricos e artísticos da Capital e interior do estado organizam as...

Veja tambem