Tentativa de feminicídio aumenta 34,8% em janeiro no RS


Casos subiram de 23 para 31. Outros indicadores de violência contra a mulher, monitorados pela SSP, tiveram reduções ou estabilidade. Dados comparam primeiro mês de 2021 com o mesmo período ao ano passado. 1ª Delegacia de Atendimento à Mulher de Porto Alegre foi reinaugurada no início do ano
Divulgação / PC
O número de tentativas de feminicídio no Rio Grande do Sul aumentou 34,8% em janeiro de 2021 em comparação com o mesmo mês do ano passado. Os casos subiram de 23 para 31. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública do RS (SSP) na manhã desta quinta-feira (11).
Já os casos de feminicídio apresentaram estabilidade. Não houve variação no número de mulheres assassinadas por motivo de gênero no mesmo período – foram 10 vítimas no último mês, mesmo total de janeiro de 2020.
Vítimas de feminicídio no RS em janeiro
Divulgação/SSP-RS
Outros indicadores de violência contra a mulher, monitorados pela SSP, tiveram reduções. O total de ameaças teve a maior diminuição, de -18,9%, com cerca de 700 ocorrências a menos. O número de registros passou de 3.788 em janeiro de 2020 para 3.072 no primeiro mês deste ano.
Na mesma comparação, lesões corporais caíram de 2.226 casos para 1.875 (-15,8%). Já os crimes de estupro tiveram queda de 15,5%, passando de 193 para 163 ocorrências.
Segundo o governo do estado, para reforçar o combate à violência contra a mulher, foi ampliado em 143% o número de municípios com cobertura das Patrulhas Maria da Penha da Brigada Militar.
Outra medida que foi tomada foi a reinauguração da área do plantão da 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (1ª Deam) de Porto Alegre. A unidade fica no Palácio da Polícia e conta com atendimento 24 horas. O novo espaço também oferece um atendimento mais qualificado e acolhedor às vítimas de violência doméstica.
As autoridades de Segurança reforçam a importância da sociedade de denunciar casos de violência contra a mulher. Em emergências, o canal é o 190 da Brigada Militar. Para auxiliar na investigação, a Polícia Civil disponibiliza o WhatsApp (51) 98444-0606. Também é possível ligar para o Disque-Denúncia 181 ou relatar o fato pelo site da SSP. Em todos os casos, o anonimato é garantido.
Dados de violência contra a mulher em janeiro de 2021
Divulgação/SSP-RS
VÍDEOS: Jornal do Almoço

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem