TCE-RS pede informações à Prefeitura de Porto Alegre após mutirão de vacinação de profissionais da saúde


Tribunal pede detalhes sobre a realização do mutirão realizado no último sábado (6) em parceria com entidades do setor. Mais de 6 mil doses foram aplicadas. Profissionais da saúde são vacinados em Porto Alegre.
Cristine Rochol/PMPA
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) pediu à Prefeitura de Porto Alegre que envie os documentos e informações sobre a aplicação de vacinas contra a Covid-19, após o mutirão de vacinação para profissionais de saúde promovido pela Secretaria Municipal de Saúde junto com entidades setoriais.
Com vacinas fornecidas pela secretaria, Cremers, Simers, Amrigs, Conselho e Associação de Odontologia e conselhos de Enfermagem, Serviço Social, Fisioterapia e Psicologia selecionaram profissionais e organizaram mutirões, no último sábado (6), na Capital. Mais de 6 mil doses foram aplicadas durante o mutirão.
O G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde que, até a publicação dessa matéria, não havia se manifestado.
A requisição foi na última segunda-feira (8). O TCE deu até quarta (10) para o que o Executivo envie as seguintes informações.
Se todos os profissionais de saúde em atividade em Porto Alegre enquadrados nas ordens 1 a 11 da Resolução nº 007/2021 da CIB foram imunizados contra a Covid-19, apresentando os documentos comprobatórios. Em caso negativo, fornecer os dados dos profissionais a serem vacinados e os já vacinados em cada ordem da referida norma até o dia 05/02/2021;
Quais os requisitos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para eleição dos profissionais ligados às entidades setoriais – Cremers, Simers, Amrigs, Conselho e Associação de Odontologia e conselhos de Enfermagem, Serviço Social, Fisioterapia e Psicologia- para realização do mutirão de vacinação;
Sobre o termo de ajuste ou documento análogo que foi firmado entre a SMS e as citadas entidades setoriais;
Sobre o estudo que determinou o quantitativo de vacinas a ser distribuído para aplicação nos profissionais das referidas entidades;
Qual a relação dos profissionais vacinados por intermédio destas entidades.
A prefeitura também deve informar ao TCE se os dados de todas as pessoas imunizadas encontram-se disponíveis no sistema de informações do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, se há algum atraso na inserção dos dados por parte das equipes de vacinadores, e também fornecer acesso aos relatórios do sistema.
Em entrevista à RBS TV, o secretário municipal de Saúde, Mauro Sparta, negou que o mutirão para vacinar profissionais da área tenha furado a fila prioritária na imunização contra o coronavírus.
A manifestação veio após denúncias de que aposentados e pessoas que não atuam na linha de frente teriam sido vacinados.
“Porto Alegre não desobedeceu essa norma. Nós estamos dentro dos critérios do Ministério da Saúde desde o primeiro dia”, afirmou Sparta. Assista a entrevista completa abaixo.
Secretário de saúde da Capital explica como funciona fila de vacinação contra Covid-19
VÍDEOS: Vacinas contra a Covid-19
Initial plugin text

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem