Soldado da Brigada Militar morre enquanto ia de bicicleta para quartel em Porto Alegre


Colegas suspeitam que Charles Muniz, de 35 anos, tenha sofrido um mal súbito na Avenida Bento Gonçalves. Policial fazia trajeto entre Alvorada, onde morava, e a Zona Leste da Capital com frequência. Charles Muniz, de 35 anos, era natural de Caraá. Prefeitura publicou nota de pesar nas redes sociais.
Reprodução/Facebook
Um soldado da Brigada Militar morreu enquanto ia para o trabalho de bicicleta na manhã desta quinta-feira (18) em Porto Alegre. O policial Charles Muniz, de 35 anos, seguia de casa, em Alvorada, na Região Metropolitana, para o quartel onde trabalhava, na Zona Leste da Capital.
Colegas do 4º Regimento de Polícia Montada (RPMon) acreditam que o militar tenha sofrido um mal súbito, por volta das 7h da manhã, quando passava pela Avenida Bento Gonçalves, próximo à PUCRS. O Samu foi acionado, mas os socorristas não conseguiram reanimar o soldado.
O regimento procura imagens de câmeras de segurança para confirmar o que aconteceu.
De acordo com a EPTC, o trânsito na Avenida Bento Gonçalves ficou bloqueado para o atendimento da ocorrência, com desvio pelo corredor de ônibus. O fluxo foi liberado na via por volta das 10h30.
Perfil
Segundo o subcomandante do 4º RPMon, major Luiz Felipe Medeiros dos Santos, Charles Muniz atuava na Brigada Militar desde 2009.
“O soldado Charles era uma pessoa muito querida por todos nós. Ele deixa muitos amigos na Brigada”, destacou.
O major ainda lembrou que o soldado frequentemente ia para o quartel, localizado na Avenida Aparício Borges, também na Zona Leste, de bicicleta.
Conforme a Brigada Militar, a família do soldado já foi comunicada do óbito. Muniz era casado, tinha uma filha de um relacionamento anterior e uma enteada.
Ele era natural de Caraá, a 80 km de Porto Alegre. A prefeitura postou uma nota de pesar nas redes sociais. Leia nota completa abaixo.
“Sofremos juntos por essa tragédia, aos familiares queremos que vocês saibam que estaremos aqui para o que precisarem. A dor de perder um filho e irmão é inexplicável”.
Nota da prefeitura de Caraá
A Prefeitura Municipal de Caraá presta condolências ao Servidor Evilásio Muniz e a Conselheira Tutelar Fernanda Muniz pela perda do seu familiar Charles Muniz.
Charles era natural de Caraá, tinha 35 anos, atuava na Brigada Militar do 4º Regimento de Polícia Montada, onde completaria 12 anos na corporação em outubro. Deixa seus pais, irmãos, familiares, esposa, filha de 10 anos, e muitos amigos em Caraá.
Sofremos juntos por essa tragédia, aos familiares queremos que vocês saibam que estaremos aqui para o que precisarem. A dor de perder um filho e irmão é inexplicável. Que Deus possa confortar o coração de vocês com muita fé e força para enfrentar este momento.
Um forte abraço dos seus colegas de trabalho e amigos.
VÍDEOS: Jornal do Almoço

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem