Site e parte dos sistemas do TJ-RS voltam a funcionar após ataque cibernético; prazos seguem suspensos


Invasão, ocorrida em 29 de abril, prejudicou andamento de processos. Polícia Civil investiga o caso. Sede do TJ-RS em Porto Alegre
Reprodução/RBS TV
O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) informou, nesta terça-feira (11), que restabeleceu a operação de sua página na internet e dos sistemas Portal do Processo Eletrônico (PPE), e-Themis e Themis1G de Porto Alegre. As ferramentas apresentam instabilidade desde o ataque cibernético, ocorrido em 29 de abril.
Os prazos processuais físicos e eletrônicos seguem suspensos, assim como os prazos administrativos. Isso faz com que advogados relatem problemas para acompanhar ações. A Polícia Civil investiga o caso.
As pastas de rede estão em processo de recuperação, o que inclui os modelos de documentos. O Judiciário explica que avança a revisão dos equipamentos nos prédios de 1º e 2º graus da Justiça estadual, a fim de liberar um kit básico para o funcionamento mínimo das unidades judiciais e demais setores.
Segundo o TJ-RS, o sistema DRS, utilizado para a gravação de audiências, está apto para utilização. Entretanto, o uso da ferramenta só será autorizado desde que liberados os equipamentos após a revisão pelo setor de informática. O processo deve ocorrer nesta semana.
O acesso remoto via Metaframe e VPN segue vedado. A lista completa de sistemas e de operacionalidades disponíveis está no site do TJ-RS.
Ataque cibernético no Tribunal de Justiça do RS ocorreu em 29 de abril
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem