RS tem UTIs lotadas pelo 28º dia seguido; rede privada opera acima de 125% da ocupação


Por volta das 13h, taxa de ocupação estava em 104% no estado. Dez regiões do Rio Grande do Sul registram lotação acima da capacidade geral. UTI do Hospital de Clínicas em Porto Alegre na terça-feira, 2 de março de 2021
Silvio Avila
O Rio Grande do Sul completa, nesta segunda-feira (29), 28 dias seguidos de unidades de terapia intensiva (UTIs) operando acima da capacidade. Por volta das 13h, a taxa de ocupação estava em 104%.
São 3.418 pacientes em 3.290 leitos disponíveis, conforme monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde (SES). Do total, 2.731 estão intubados em respiradores, o que equivale a 83% dos internados.
Na rede privada, a ocupação é de 126% dos leitos, com 1.153 pacientes internados em 915 vagas. Já na rede pública, os hospitais atendem 2.265 em 2.375 leitos, uma lotação de 95%.
Ocupação dos leitos de UTI no RS
A marca de 100% foi superada pela primeira vez no dia 2 de março. Isso é possível porque a Fase 4 do Plano de Contingência Hospitalar do RS permite o atendimento de pacientes em outros setores das instituições, como blocos cirúrgicos e salas de recuperação.
A SES ainda contabiliza 4.923 pacientes confirmados ou com suspeita de Covid-19 internados em 7.966 leitos clínicos, ocupando 62% das vagas disponíveis.
O painel de controle da SES monitora a situação de 300 hospitais no RS. Até o início da tarde, 45 deles não haviam atualizado os dados.
Porto Alegre
A Capital registra ocupação 110% na tarde desta segunda. Os 21 hospitais de Porto Alegre monitorados pela SES têm 1.173 pacientes internados em 1.067 leitos de UTI. A capacidade está esgotada tanto na rede pública (104%) quanto na rede privada (119%).
A prefeitura de Porto Alegre, por sua vez, realiza outro monitoramento, o de pacientes na fila de espera por uma vaga de terapia intensiva. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que observa a situação de 18 hospitais, 185 pessoas aguardam transferência para UTI, sendo 166 com Covid-19 e 19 com outras enfermidades. Além disso, as quatro unidades de pronto atendimento (UPAs) Capital registra 10 pessoas na fila por um leito crítico.
Ocupação por regiões
O painel da SES divide os 497 municípios do RS em 21 regiões de monitoramento da Covid-19. Na atualização das 13h, 10 regiões aparecem com 100% ou mais na taxa de ocupação de leitos de UTI em geral. Do total, cinco operam acima da capacidade na rede pública e 12, na rede privada.
Ocupação das UTIs em regiões do RS
* A região de Santa Rosa não tem leitos de UTI na rede privada, mesmo assim, instituições particulares atendem pacientes críticos em alas adaptadas.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Fórum da Liberdade começa nesta segunda em Porto Alegre

Evento online e gratuito reúne 26 palestrantes, entre eles o vice-presidente Hamilton Mourão e o ex-presidente Michel Temer. Começa, nesta aegunda-feira (12),...

RS tem 92% de ocupação de leitos de UTI; são 11 dias de operação abaixo do teto

Hospitais do estado registram 257 vagas abertas para atendimento de pacientes críticos. Das 3.154 pessoas internadas em terapia...

Cidades registram manifestações contra decisão do STF que autorizou estados e municípios a restringir cultos e missas presenciais

'Marcha da Família Cristã pela Liberdade' ocorreu neste domingo (11). Neste domingo (11), grupos cristãos realizaram "Marcha da...

Fiscalização flagra sete estabelecimentos abertos além do horário permitido em Porto Alegre

Autuações foram feitas pela Guarda Municipal da Capital entre sexta-feira (9) e sábado (10). Um foragido da Justiça...

Veja tambem