RS tem aumento de 55% em feminicídios em abril de 2021


Levantamento da Secretaria de Segurança Pública do estado compara os dados com o mesmo período do ano passado. Das 14 mulheres que morreram neste mês, apenas duas tinham Medida Protetiva de Urgência (MPU) contra o agressor. Polícia realiza periodicamente operações de combate à violência contra a mulher
Divulgação/Polícia Civil
O número de feminicídios cresceu 55,6% em abril de 2021, em relação ao mesmo mês do ano passado, no Rio Grande do Sul. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), na tarde desta sexta-feira (14).
De acordo com o levantamento foram 14 casos de feminicídio consumado em abril deste ano, contra 9 em abril de 2020. Apesar do aumento, os primeiros quatro meses do ano registraram dois feminicídios a menos do que os primeiros quatro meses do ano passado, passando de 36 para 34.
Ainda segundo os dados da SSP, em 60% dos casos registrados até abril deste ano, a vítima não possuía registro de ocorrência de violência doméstica contra o agressor. E apenas 4% possuíam medida protetiva de urgência em vigor na época do fato.
Das 14 vítimas do mês de abril, apenas duas tinham Medida Protetiva de Urgência (MPU), ou seja, em 85% dos casos não havia qualquer determinação judicial para afastamento do agressor. O dado é semelhante ao identificado no Mapa dos Feminicídios 2020, no qual a Polícia Civil verificou que 93,7% das 79 vítimas no ano passado não contavam com MPU em vigor à época do crime.
O estudo evidenciou ainda que 82% das mulheres mortas de janeiro a dezembro nunca registraram ocorrência contra o agressor.
“O enfrentamento da violência doméstica não é apenas uma questão de Segurança Pública. É preciso engajamento de toda a sociedade para entender e perceber que esse tema tem raízes culturais e históricas muito complexas. Necessitamos de uma conscientização para reduzirmos a subnotificação de casos, que é em torno de 90%. Muitas vezes, eles só chegam ao conhecimento da Polícia Civil quando a mulher se torna uma vítima de feminicídio”, afirma a diretora da Divisão de Proteção e Atendimento à Mulher (Dipam), delegada Jeiselaure de Souza.
Delegada fala sobre subnotificação de casos de violência contra a mulher no RS
Outros crimes contra a mulher
Nos demais crimes de violência contra a mulher, as tentativas de feminicídio (54,2%) tiveram queda em abril. Ainda houve alta entre os registros de ameaça (7%), lesão corporal (4,3%) e estupros (12,6%).
As autoridades acreditam que a alta no número de crimes pode ser um reflexo da subnotificação de registros em abril do ano passado, mês em que houve o maior nível de restrições e redução na circulação de pessoas em razão da pandemia de Covid-19.
No cenário acumulado desde janeiro, contudo, a comparação com igual período de 2020 mostra queda entre as ameaças (11,9%), as lesões corporais (14%) e os estupros (1,4%), e alta nas tentativas de feminicídios (7,8%).
Mapa dos feminicídios no RS
Reprodução / SSP-RS
Feminicídios em abril
Lídia Conceição Pinheiro, de 46 anos foi encontrada morta na casa do companheiro no dia 11 de abril, em Guaíba, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A polícia trata o caso como feminicídio seguido de suicídio.
O casal estava junto há 15 dias, segundo relatou a família à polícia. “Não havia registro de ocorrência e familiares da vítima mencionaram que ela nunca se queixou dele”, relatou a delegada Karoline Calegari.
No dia 30 de abril, Viviane Cardoso de Souza, de 29 anos, foi morta a tiros em Encruzilhada do Sul, no Vale do Rio Pardo. O principal suspeito é o ex-namorado, que está preso.
Viviane tinha uma medida protetiva em vigor contra contra o agressor, autorizada no dia 22 de abril pelo 2º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher de Porto Alegre.
A delegada Luana Medeiros, da Delegacia de Encruzilhada do Sul, explica que o suspeito não obedeceu a ordem judicial. “O agressor não cumpriu. Mesmo intimado das decisões judiciais, ele não cumpriu o afastamento da vítima”, disse.
Viviane Cardoso de Souza, de 29 anos, foi morta em Encruzilhada do Sul
Funerária Silveira/Divulgação
VÍDEOS: tudo sobre o RS

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem