RS tem 103% dos leitos de UTI ocupados; veja índice por região


Das 21 regiões de monitoramento do governo do estado, 11 estão com a ocupação geral de leitos críticos acima do limite. UTI lotada no Hospital de Clínicas, de Porto Alegre
Divulgação/Silvio Avila
O Rio Grande do Sul registrou ocupação de 103% dos leitos de UTI na tarde desta terça-feira (30). O painel da Secretaria Estadual da Saúde (SES) contabiliza 3.426 pacientes atendidos em 3.332 vagas.
Os hospitais da rede privada operam com 123%, recebendo 1.145 pessoas em 929 leitos. Já as instituições públicas têm ocupação de 95%, com 2.281 pacientes em 2.403 vagas.
Com isso, são 29 dias seguidos de esgotamento no sistema de saúde do estado. As taxas superiores a 100% são possíveis porque a Fase 4 do Plano de Contingência Hospitalar autoriza o atendimento de pacientes em outros setores das instituições, como blocos cirúrgicos e salas de recuperação. O máximo de ocupação foi observado no dia 19 de março, quando o índice chegou a 111%.
Ocupação dos leitos de UTI no RS
Dos 3.426 pacientes internados, 2.681 estão intubados em respiradores, o que equivale a 80% do total. A SES ainda contabiliza 4.754 pacientes confirmados ou com suspeita de Covid-19 em 8.063 leitos clínicos, ocupando 59% das vagas disponíveis.
O painel de controle da SES monitora a situação de 300 hospitais no RS. Até o início da tarde, 29 deles não haviam atualizado os dados.
Ocupação por regiões
O painel da SES divide os 497 municípios do RS em 21 regiões de monitoramento da Covid-19. Na atualização das 14h07, 11 regiões aparecem com 100% ou mais na taxa de ocupação de leitos de UTI em geral. Do total, seis operam acima da capacidade na rede pública e 14, na rede privada.
Ocupação das UTIs em regiões do RS
* As regiões de Santa Rosa e Taquara não têm leitos de UTI na rede privada, mesmo assim, instituições particulares atendem pacientes críticos em alas adaptadas.
Porto Alegre
Os 21 hospitais do município de Porto Alegre registram ocupação de 107%, conforme atualização da SES divulgada às 14h07. São 1.178 pessoas internadas em 1.097 leitos de UTI.
Tanto as instituições públicas quanto os hospitais privados da Capital operam com mais pacientes do que a capacidade operacional, com taxas de 100% e 118% respectivamente.
Além do monitoramento estadual, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre controla a fila de espera por leitos críticos em 18 hospitais da cidade. No início da tarde, o painel da SMS totalizava 178 pessoas aguardando por transferência, sendo 152 com Covid-19 e 26 com outras enfermidades. Além disso, os quatro pronto atendimentos do município registravam 8 pessoas na espera por atendimento intensivo.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Menino de dois anos morre após incêndio em casa de Sapucaia do Sul, dizem Bombeiros

Ocorrência foi registrada na tarde de sábado (10). Segundo comandante dos Bombeiros da cidade, fogo teria iniciado em...

Fórum da Liberdade começa nesta segunda em Porto Alegre

Evento online e gratuito reúne 26 palestrantes, entre eles o vice-presidente Hamilton Mourão e o ex-presidente Michel Temer. Começa, nesta aegunda-feira (12),...

RS tem 92% de ocupação de leitos de UTI; são 11 dias de operação abaixo do teto

Hospitais do estado registram 257 vagas abertas para atendimento de pacientes críticos. Das 3.154 pessoas internadas em terapia...

Cidades registram manifestações contra decisão do STF que autorizou estados e municípios a restringir cultos e missas presenciais

'Marcha da Família Cristã pela Liberdade' ocorreu neste domingo (11). Neste domingo (11), grupos cristãos realizaram "Marcha da...

Veja tambem