RS sai da estabilidade e tem crescimento de casos de Covid e SRAG, aponta Fiocruz


Sinal forte de alta de casos das doenças leva em consideração a incidência nas últimas seis semanas. Pesquisador da Fiocruz afirma que retomada das atividades provocou tendência, que deve resultar em mais internações e óbitos. Profissionais de saúde do Hospital de Clínicas em Porto Alegre
HCPA/Divulgação
O Boletim InfoGripe, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta sexta-feira (28), mostra que o Rio Grande do Sul apresenta sinal forte de alta nos casos de Covid-19 e de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Isso significa que a taxa de crescimento das doenças é superior a 95%. Até a última semana, o RS estava em patamar de estabilidade.
O pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe, explica que a piora dos números tem relação com a retomada de atividades, o que pode impactar nas hospitalizações e óbitos por Covid e SRAG.
“O estudo sinaliza que o cenário atual está associado à retomada das atividades de maneira precoce. Tal situação manterá o número de hospitalizações e óbitos em patamares altos, com tendência de agravamento nas próximas semanas”, disse.
RS registra 122 mortes por Covid
Rio Grande do Sul, Amazonas e Mato Grosso do Sul são os estados que apresentam maior crescimento de casos nas últimas seis semanas, conforme a Fiocruz. No recorte das últimas três semanas, o sinal de alta do RS é considerado moderado.
O controle da Fiocruz tem cinco níveis: sinal forte de alta (superior a 95%), sinal moderado de alta (superior a 75%), estabilidade (oscilação), sinal moderado de queda (superior a 75%) e sinal forte de queda (superior a 95%).
Situação por macrorregiões
A Fiocruz observa a incidência de casos também nas macrorregiões estaduais. Veja quais são abaixo.
No RS, sete das seis regiões apresentam sinal forte de alta nas últimas seis semanas: Metropolitana, Missioneira, Norte, Serra, Sul e Vales. A região Centro-Oeste tem sinal moderado de alta.
No levantamento de curto prazo, que monitora a situação das últimas três semanas, a situação é moderada nas mesmas seis regiões, com os municípios do Centro-Oeste gaúcho em patamar de estabilidade.
Macrorregiões do RS:
Centro-Oeste: regiões de Santa Maria e Uruguaiana.
Metropolitana: regiões de Porto Alegre, Guaíba, Canoas, Novo Hamburgo, Taquara e Capão da Canoa.
Missioneira: regiões de Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa e Santo Ângelo.
Norte: regiões de Passo Fundo, Erechim e Palmeira das Missões.
Serra: região de Caxias do Sul.
Sul: regiões de Pelotas e Bagé.
Vales: regiões de Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem