RS registra menor número de nascimentos em janeiro na série histórica, aponta estudo


Levantamento da Arpen mostra que 10.684 crianças nasceram no último mês, 14% a menos do que em relação a janeiro de 2020. É o menor patamar desde 2002. Luísa, de cinco meses, filha de Rita Richardt, nasceu durante a pandemia, em Canoas (RS)
Arquivo Pessoal
O Rio Grande do Sul registrou, em janeiro de 2021, o menor número de nascimentos para o mês desde 2002, quando a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen) começou a fazer o levantamento. Foram registradas 10.684 crianças, 14,53% a menos do que no mesmo mês de 2020, quando nasceram 12.501 bebês.
O número ainda pode aumentar, já que todos os nascimentos ocorridos em território nacional deverão ser registrados dentro do prazo de 15 dias, prorrogado por mais 45 dias caso a mãe seja a declarante. Porém, confirma a tendência de que muitos pais decidiram adiar o planejamento de paternidade e maternidade durante a pandemia. (Veja o gráfico)
O estudo foi feito com base nos registros de nascimentos realizados nos 419 cartórios de registro civil.
“Por mais que os casais passassem mais tempo juntos dentro de casa, talvez a preocupação com o futuro tenha sido fator determinante na ideia de ter um bebê”, comenta o presidente da Arpen, Sidnei Hofer Birmann.
A topógrafa Rita Richardt, de 35 anos, descobriu que estava grávida de Luísa em fevereiro de 2020. No mês seguinte, já estava trabalhando em casa e cumprindo todas as recomendações de isolamento em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.
Ela conta que encarou o começo da pandemia com a esperança de que tudo estivesse controlado até o nascimento da filha. Com o tempo, porém, percebeu que não seria uma gestação normal.
“A falta de conhecimento gera o medo. O que o vírus pode causar para as gestantes? O que pode causar para o feto? No que implica o nascimento, a questão da amamentação, tudo eram dúvidas que começaram a preocupar”, recorda.
Rita Richardt teve a filha Luísa durante a pandemia em Canoas (RS)
Arquivo Pessoal
O enxoval foi todo comprado pela internet. O curso de maternidade que ela pretendia fazer presencialmente foi substituído por garimpo na literatura. E até mesmo um problema de saúde — Rita perdeu parte da audição do ouvido esquerdo, ainda sem diagnóstico definitivo — transformaram tudo que ela havia imaginado.
“Em função da Covid, tive que optar por não ficar circulando, não procurei auxílio médico imediato e, até hoje, não consegui descobrir a origem e perdi a tentativa de fazer um tratamento imediato. A gente ficava naquele nervosismo de ir a um hospital fazer exame, procurar um médico em uma época como essa. Quando tive condições, era irreversível”, relata Rita.
A solução que ela encontrou foi encontrar um equilíbrio entre os cuidados de saúde e aproveitar o período de sentir a filha se desenvolvendo. Em 1º de setembro, Luísa nasceu, saudável, e Rita crê que tudo valeu a pena.
“Já está com cinco meses, e nasceu neste mundo. Isso é o normal para ela. É mais uma questão minha, como mãe, de saber como era o mundo antes e não aguentar esperar isso passar para fazer coisas com ela que me deixariam feliz. O mundo dela é esta casa, ela está feliz e é isso que importa”, conclui.
No Brasil, os números de nascimentos em janeiro também tiveram queda, chegando a uma diminuição de 15,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Foram registrados 207.901 nascimentos em janeiro de 2021, ante a 244.974 ocorridos no mesmo mês de 2020.
Vídeos: Bom Dia Rio Grande

Ultimas notícias

Fórum da Liberdade começa nesta segunda em Porto Alegre

Evento online e gratuito reúne 26 palestrantes, entre eles o vice-presidente Hamilton Mourão e o ex-presidente Michel Temer. Começa, nesta aegunda-feira (12),...

RS tem 92% de ocupação de leitos de UTI; são 11 dias de operação abaixo do teto

Hospitais do estado registram 257 vagas abertas para atendimento de pacientes críticos. Das 3.154 pessoas internadas em terapia...

Cidades registram manifestações contra decisão do STF que autorizou estados e municípios a restringir cultos e missas presenciais

'Marcha da Família Cristã pela Liberdade' ocorreu neste domingo (11). Neste domingo (11), grupos cristãos realizaram "Marcha da...

Fiscalização flagra sete estabelecimentos abertos além do horário permitido em Porto Alegre

Autuações foram feitas pela Guarda Municipal da Capital entre sexta-feira (9) e sábado (10). Um foragido da Justiça...

Veja tambem