Prefeitura de Porto Alegre faz alerta sobre público da vacinação contra a Covid em domicílio


Telefone 156 registrou aumento de 130% nas ligações para agendamento da vacina, porém, apenas 30% resultaram em protocolos efetivos para o serviço. Somente idosos acamados e com dificuldade de locomoção são atendidos em casa. Vacinação em idoso acamado da Casa Lar do Cego Idoso, no bairro Rubem Berta
Cristine Rochol/PMPA
A Prefeitura de Porto Alegre está alertando qual é o público correto da vacinação contra a Covid-19 em domicílio. Apenas idosos acamados, com dificuldade de locomoção ou imunossuprimidos podem solicitar o serviço.
De acordo com o órgão, desde o dia 22 de janeiro até esta segunda-feira (1º), houve um aumento de 130% no número de ligações ao telefone 156 para a opção Saúde. Porém, desse total, apenas 30% resultaram em protocolos efetivos para o serviço, ou seja, pessoas que realmente se encaixam na vacinação em domicílio.
Vacinação contra Covid no RS: veja perguntas e respostas
Os canais digitais também registraram aumento na procura. No mesmo período, a geração de protocolos no 156Web cresceu 1.500% e, no aplicativo #EuFaçoPOA, 2.100%.
No número de Whatsapp disponibilizado pela prefeitura, foram registradas mais de mil mensagens apenas na segunda-feira, mas também com baixo percentual de geração de protocolos.
Quem pode solicitar a vacinação em domicílio e como proceder
Idosos acima de 60 anos que estejam acamados, com dificuldade de locomoção ou imunossuprimidos e para os idosos residentes em instituições, incluídos na Fase 1 da vacinação.
Nesse grupo, a prioridade no momento é para idosos acima de 90 anos, em ordem decrescente de idade.
Quem não se enquadra nesse grupo deve aguardar a divulgação da Fase 2 da vacinação, pois a sobrecarga de ligações prejudica o recebimento de chamadas do público-alvo.
A solicitação deve ser feita apenas uma vez e utilizando apenas um canal de atendimento, sob risco de não ser efetivada. Isto é, uma vez emitido o número de protocolo, não há necessidade de repetir a solicitação em outro canal.
Após a expedição do protocolo, a equipe de saúde da Secretaria Municipal de Saúde fará um contato para conferir a condição de saúde e os dados do idoso a ser vacinado nos próximos 30 dias, conforme escalas das equipes de saúde.
Não será necessário solicitar a aplicação da segunda dose, pois os dados já estarão cadastrados.
Canais para solicitação
Aplicativo #EuFaçoPOA, exclusivo para celulares e tablets
156Web, que oferece ainda LiveChat para esclarecimento de dúvidas
E-mails [email protected] e [email protected]
WhatsApp pelo número (51) 99388-0881
VÍDEOS: Bom Dia Rio Grande

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem