Praias do Litoral Norte registram aglomerações na primeira noite do carnaval


Segundo a Brigada Militar mais de mil jovens, quase todos sem máscara, estavam reunidos na beira da praia de Atlântida. Concentração se repetiu na Avenida Beira Mar em Capão da Canoa. Mais de mil jovens estavam reunidos na beira da praia de Atlântida
Matheus Felipe / RBS TV
Praias do Litoral Norte do Rio Grande do Sul registraram grandes aglomerações na primeira noite de carnaval, na sexta-feira (12).
Segundo a Brigada Militar, mais de mil jovens, quase todos sem máscara, se reuniram na beira da praia de Atlântida, no município de Xangri-Lá. Com os bares fechados, as pessoas levaram as próprias bebidas e nem a presença dos policiais intimidou o grupo.
Por volta das 3h, pessoas seguiam chegando no local. Quatro viaturas da Brigada Militar faziam a abordagem dos carros que passavam na Beira Mar.
A Brigada Militar informou à reportagem da RBS TV que várias denúncias foram feitas ao 190 informando a aglomeração. Eles foram até o local para minimizar a perturbação, mas não foi possível ser dispersada devido a quantidade de pessoas e a chance de um confronto seria muito alta. Segundo a BM muitos jovens foram deixados no local pelos pais.
Em Capão da Canoa, jovens se reuniram durante a madrugada na avenida Beira Mar. Por volta das 4h, cerca de 300 pessoas estavam aglomeradas no calçadão, segundo a BM.
Policiais dispersaram o grupo, que se reuniu nas ruas do Centro da cidade. Militares a cavalo foram atrás e tentaram dispersar mais uma vez a aglomeração. Após a ação, foi formado um cordão com o objetivo de evitar novas reuniões.
A polícia também pediu para os comerciantes que ainda estavam com as portas abertas que fechassem os estabelecimentos.
Dezenas de jovens já haviam se reunido na faixa de areia de Capão da Canoa na tarde de sexta-feira.
O tenente da Brigada Militar, Idarlei Santos destaca que o principal trabalho é orientar para o uso de máscara, evitar aglomerações e fiscalizar o limite de funcionamento do comércio.
“A gente tem tentado coibir essas aglomerações em razão da questão sanitária. Nosso trabalho é enxugar gelo enquanto o cidadão não convir que é pra sua própria saúde, pra sua própria integridade física, pra evitar aglomeração e o contágio”, diz.
Jovens se reuniram na faixa de areia no Litoral Norte
Matheus Felipe / RBS TV
Festa clandestina em Porto Alegre
Em Porto Alegre, a Guarda Municipal encerrou uma festa clandestina com cerca de 800 pessoas na Avenida Eduardo Prado, Zona Sul da cidade.
O local foi autuado e interditado.
Outros pontos que costumam registrar aglomeração como o bairro Cidade Baixa e as ruas Fernando Machado e Padre Chagas não tiveram grande movimento nesta sexta-feira.
“Tem muita gente que viajou pro litoral e pra outros locais. O que nos auxiliou muito também no serviço hoje [sexta] foi o fator da chuva. Choveu bastante até o começo da noite, o que diminuiu o movimento”, destaca o comandante da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), Fabiano Xavier.
VÍDEOS: Jornal do Almoço

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem