População enfrenta fila e fica sem 2ª dose da CoronaVac em Porto Alegre: 'Cinco horas na chuva', diz mulher


Prefeitura suspendeu vacinação até receber mais lotes do imunizante produzido pelo instituto Butantan. Ao menos, 60 mil pessoas aguardam reforço da vacina na Capital. População relata problemas para receber a 2ª dose da CoronaVac em Porto Alegre
A retomada da vacinação da segunda dose da CoronaVac foi suspensa, na tarde desta quarta-feira (5), em Porto Alegre. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a aplicação só vai recomeçar quando a cidade receber mais lotes do imunizante produzido pelo Instituto Butantan (veja nota abaixo).
Nesta quarta, a Capital contava com cerca de 10,8 mil vacinas disponíveis, número insuficiente para as 60 mil pessoas que aguardam o reforço do imunizante.
Na unidade de saúde do bairro IAPI, na Zona Norte da Capital, uma idosa, que preferiu não se identificar, disse ter ficado cinco horas na fila, sem conseguir se vacinar.
“[Disseram] que eu podia ir embora agora. Depois de cinco horas na chuva, em pé, que podia ir embora”, reclamou.
Postos de saúde de Porto Alegre registram filas na retomada da 2ª dose
Veja como está a aplicação da 2ª dose da Coronavac em cidades do RS
A orientação da pasta era dar prioridade para as 20 mil pessoas que tomaram a primeira dose antes de 8 de abril. O município espera receber mais doses da CoronaVac ainda nesta semana, diz a SMS.
Na unidade de saúde do bairro Camaquã, na Zona Sul, a população também foi surpreendida com a suspensão por volta das 15h30. No local, uma das principais reclamações foi a falta de orientação por parte das autoridades. Veja vídeo acima.
“Estamos desde de manhã aqui. Por que eles não pegaram o guarda para nos avisar? Eu estou sem almoço, desde a manhã. [Me sinto] mal, mal mesmo. Não tem uma pessoa para avisar a gente, ‘não tem mais’. Ninguém vai avisar. Parece que nós somos bichos jogados no lixo”, protestou Geci Dreher, de 67 anos.
População esperou vacinação, na Zona Sul de Porto Alegre, sob chuva
Jonas Campos/RBS TV
No Centro Histórico, a fila para o atendimento no posto Santa Marta deu três voltas no quarteirão. Uma das ruas de acesso precisou ser bloqueada para o trânsito de veículos.
O aposentado Edi Luis Nascimento da Silva diz ter saído do bairro Lami, distante 30 km do Centro, durante a madrugada. Ele também ficou sem a segunda dose.
“Me levanto às três horas da manhã, eu moro lá no Lami. O cara pega, vem aqui e não tem. E o cara fica aí como bobo”, disse.
No início da tarde, o secretário da Saúde de Porto Alegre, Mauro Sparta, afirmou que muitas pessoas estão procurando a segunda dose antes da hora. A declaração foi dada em entrevista ao Jornal do Almoço, da RBS TV (veja vídeo abaixo).
“O que está acontecendo nas filas, muitas pessoas têm menos de 28 dias e lá estão. A gente pede que essas pessoas não fiquem na fila, porque nçao chegou a hora delas ainda para fazer a segunda dose”, disse.
Nota da SMS:
“A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que a aplicação da segunda dose de Coronavac não será realizada nesta quinta-feira, 6, devido ao baixo volume de vacinas disponíveis. A SMS orienta as pessoas para que não façam filas hoje à noite, nem amanhã de manhã cedo, porque não haverá segunda dose.
Mesmo tendo recebido apenas 4.890 doses de Coronavac na última remessa do Ministério da Saúde, a SMS conseguiu mais que dobrar esta quantidade ao fazer busca ativa de estoques nos hospitais e unidades de saúde. Mesmo assim, as cerca de 11 mil doses que foram disponibilizadas foram rapidamente consumidas durante esta quarta-feira, 5.
A expectativa é que cheguem novas remessas do Ministério da Saúde nos próximos dias, o que possibilitará a retomada da vacinação. A secretaria reitera que, mesmo tendo passado algumas semanas do prazo, a imunização não fica comprometida.”
Secretário da saúde de Porto Alegre fala sobre a aplicação da 2ª dose da CoronaVac
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem