Perto da lotação máxima, Santa Casa de Porto Alegre lança campanha de conscientização sobre a Covid-19


Hospital está com 67 dos 68 leitos ocupados. Estado tem mais de 80% das UTIs com pacientes internados, sendo que mais da metade deles é por coronavírus. Hospital Santa Casa de Porto Alegre lança campanha de conscientização sobre a Covid-19
A superlotação das unidades de terapia intensiva, a dificuldade de expansão dos atendimentos e a exaustão dos profissionais da saúde motivaram a Santa Casa de Porto Alegre a lançar uma campanha de conscientização para que a população evite aglomerações no Ano Novo e não ajude a disseminar o coronavírus.
Nesta quarta-feira (30), dos 68 leitos disponíveis na UTI, 67 estavam ocupados.
O fim de ano vai ser de trabalho intenso para as equipes de saúde. “É cansativo. Um dia depois do outro, as situações se repetem. São famílias inteiras internadas no hospital, muitas vezes um dos membros vem parar na UTI. É uma doença que poderia ser evitada, uma doença transmissível que não tem como pensar onde foi que tu pegou, o que poderia ter feito diferente”, comenta a médica intensivista Taiane Vargas.
A Santa Casa ainda pode rem equipamentos e espaço físico para abrir mais 20 leitos. Mas faltam profissionais da saúde especializados.
Outro problema é que as internações crescem em um ritmo muito mais rápido do que a capacidade de abertura de novas vagas. E elas têm um limite.
“Como eu costumo dizer, parece que a gente tá secando gelo. Libera um paciente de alta, internam três, quatro, e assim a gente vai mantendo esse ciclo desde março. É um período longo, que ninguém imaginou que fosse manter por tanto tempo, mas é o que vem acontecendo”, diz Taiane.
A preocupação é ainda maior com as festas de réveillon. A direção já se prepara para ver um aumento no número de casos em janeiro. Por isso, a Santa Casa lançou um apelo para que a população evite aglomerações.
Santa Casa tinha apenas um leito disponível nesta quarta-feira (30); equipe faz apelo para conscientização da população
Reprodução/RBS TV
“Enquanto você festeja a chegada de um novo ano, as UTIs poderão estar lotadas e os profissionais da saúde já estão exaustos”, diz o texto da campanha.
Ricardo Kroef, diretor técnico da Santa Casa, alerta para um efeito rebote dessas aglomerações nos próximos meses. “Essas pessoas terão um período de incubação desse vírus até a doença se manifestar. Pode ocorrer que uma grande quantidade de pessoas venham ao mesmo tempo, e o que certamente vai incorrer no risco de desassistência a todas as pessoas”, destaca.
Cerca de 700 profissionais de saúde da Santa Casa vivem uma rotina exaustiva há nove meses. O supervisor de enfermagem da UTI Covid do hospital, Anderson Betile Rodrigues, afirma que o período foi dramático.
“Foi um dos piores momentos de toda a minha carreira da enfermagem. A gente nunca esperou vivenciar isso na vida”, reflete.
“Meus colegas médicos, colegas da enfermagem, a equipe toda está bastante cansada realmente”, acrescenta Taiane.
Muitos deles vão encarar o fim de ano dentro do hospital, trabalhando. Uma dedicação que envolve sacrifícios pessoais.
“Os meus pais, eu não vejo há muito tempo, desde que começou a pandemia. Sinto saudade. Eu faço videochamada, mas não me permito [visitas] porque tenho medo de transmitir. Mesmo com exame, a gente não sabe”, diz Kroef.
O Rio Grande do Sul registrou mais de 250 mortes por Covid-19 nos últimos dois dias. Dezembro é o mês com mais casos e óbitos confirmados em toda a pandemia.
Veja os destaques do RBS Notícias:
Initial plugin text

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem