Operação prende suspeitos de tráfico de drogas na Serra do RS


Ação foi realizada pela Brigada Militar e pelo Ministério Público. Um dos presos atuava dentro de presídio em Caxias do Sul. Agentes apreenderam dinheiro, drogas e animais exóticos. Agentes cumpriram mandados em Caxias do Sul e Vacaria, na Serra do RS
CRPO Serra/BM/Divulgação
Uma operação contra o tráfico de drogas foi deflagrada, nesta quinta-feira (29), pela Brigada Militar (BM) e pelo Ministério Público (MP) na Serra do Rio Grande do Sul. Os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão e de prisão nos municípios de Caxias do Sul e Vacaria, além de Criciúma, em Santa Catarina.
Conforme o Comando Regional de Policiamento Ostensivo (CRPO) da Serra, sete pessoas foram presas em flagrante. Além disso, três foram presos preventivamente, sendo que dois deles já estavam no sistema prisional.
Um desses mandados foi cumprido dentro da Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, onde o chefe da organização criminosa e principal alvo da operação policial, estava preso. O homem foi transferido para a Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC), na Região Metropolitana de Porto Alegre.
Outro suspeito, com mandado de prisão preventiva expedido, não foi localizado em Criciúma, no Sul de SC, onde residiria. Segundo a BM, o homem será dado como procurado pelo Judiciário.
O indivíduo foi apontado pela polícia do RS como um dos principais fornecedores de droga de Santa Catarina. Do estado, mantinha contato com o preso em Caxias do Sul.
Helicóptero foi utilizado na operação
MP/Divulgação
Investigação
A apuração da BM e do MP investiga crimes de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organizações criminosas.
Foram apreendidos valores em dinheiro, seis veículos e 83 quilos de drogas como maconha, cocaína e crack. Além disso, 41 veículos ligados aos investigados foram retirados de circulação.
Em um dos endereços investigados, em Caxias do Sul, os agentes recolheram valores, materiais relacionados à lavagem de dinheiro e animais exóticos, entre aves e macacos (veja imagem abaixo). Uma fábrica de armas artesanais foi localizada.
O chefe do grupo é suspeito de planejar e comandar, de dentro da penitenciária, a execução de dois homens no início deste ano em Canasvieiras, em Florianópolis. O duplo homicídio teria sido motivado por uma disputa territorial entre as organizações criminosas.
Macacos foram encontrados durante cumprimento de mandado em Caxias do Sul
CRPO Serra/BM/Divulgação
Vídeos: RBS Notícias

Ultimas notícias

Polícia faz operação contra fraudes no seguro DPVAT no RS; desvios podem chegar a R$ 8 milhões

Segundo as investigações, grupo criminoso agia com informantes dentro de hospitais procurando vítimas de acidentes, além de fraudar...

Enfermeiros e técnicos são os profissionais de saúde mais atingidos pela Covid no RS, aponta boletim

Quase metade dos 32 mil profissionais da saúde infectados são da área da enfermagem. Dia Internacional da Enfermagem,...

Cresce procura por atendimento psicológico no RS; veja locais que oferecem apoio gratuito ou com 'valor social'

Orientação da Secretaria Estadual da Saúde é buscar o atendimento na rede de atenção primária. Estado tem 212 unidades do Centros de...

Governo distribui 310 câmaras frias para vacinas a cidades do RS com menos de 100 mil habitantes

No total, 194 municípios serão contemplados. Primeiras 52 receberam nesta terça (11). Objetivo é aprimorar a Rede de...

Veja tambem