MP denuncia 11 pessoas por fraude em licitações na Prefeitura de Dona Francisca


No fim do mês de maio, três pessoas foram presas suspeitas de integrar o esquema que beneficiava a contratação de empresas parceiras em processos de licitação. Operação do MP na Prefeitura de Dona Francisca em 2019
Divulgação / Ministério Público
O Ministério Público do Rio Grande do Sul denunciou, na segunda-feira (7), 11 pessoas por crimes como associação criminosa, lavagem de dinheiro, elevação arbitrária de valores e por fraudar o caráter competitivo de licitações públicas na prefeitura de Dona Francisca, na Região Central do estado.
A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça Mauro Lucio da Cunha Rockenbach, diretor da Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre.
“Apuramos que os denunciados se articulavam e agiam com a finalidade de frustrar e fraudar, mediante ajuste, o caráter competitivo de processos de dispensas de licitações da prefeitura de Dona Francisca”, diz o promotor.
Entre os denunciados estão duas ex-secretárias municipais de Dona Francisca, o marido de uma delas, uma ex-servidora da prefeitura, um contador de Faxinal do Soturno, um representante comercial, um gerente de empresa e quatro empresários.
A denúncia é fruto da Operação Aliança Criminosa, desencadeada em Dona Francisca, Frederico Westphalen, Erval Seco, Caiçara, Pontão, Santa Cruz do Sul e Rio Pardo em 27 de maio e que prendeu três pessoas.
“Os ex-servidores denunciados possuíam o domínio dos fatos e ajustavam os processos de dispensa de licitações, de modo a beneficiar a contratação das empresas parceiras do esquema. Os empresários encaminhavam via e-mail ou entregavam pessoalmente as propostas de orçamentos ajustadas, fraudadas e superfaturadas”, complementa Rockenbach.
Em conversa com o G1 na época da operação, o atual prefeito de Dona Francisca, Olavo Jose Cassol (MDB), informou que a nova gestão nada tem a ver com os crimes cometidos anteriormente, e colocou as portas da prefeitura abertas para qualquer esclarecimento.
O Ministério Público já havia afastado secretários e servidores de Dona Francisca investigados por desvio de dinheiro público em 2019.
Conforme a investigação, duas empresas do esquema participaram de ao menos 180 concorrências em 50 municípios no RS desde 2018. Há provas de que em nove dessas cidades, as empresas e suas parceiras venceram disputas que juntas somaram mais de R$ 1,7 milhões.
VÍDEOS: tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Falta de insulina na rede pública de farmácias causa preocupação em pessoas com diabetes no RS

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, falta do medicamento ocorre desde maio. Ministério da Saúde alega que foram...

Rio Grande do Sul se aproxima de 1 milhão e 200 mil testes positivos de coronavírus. Mortos são quase 31 mil

Divulgado nesta quinta-feira (24), o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde ampliou para 1.199.084 o número de testes positivos de coronavírus no...

Ministra do STF rejeita novo habeas corpus de ex-segurança preso pela morte de homem negro em supermercado no RS

Defesa de Giovane Gaspar da Silva pedia a conversão da prisão preventiva em domiciliar para que respondesse o...

Banco do Brasil abre concurso com vagas para cinco regiões do RS

Mais de 150 vagas imediatas serão preenchidas. Concurso seleciona também para cadastro reserva. Cargo é de nível médio...

Veja tambem