Ministério Público denuncia dois jovens por latrocínio de PM em Gravataí


Policial Militar Cristian da Rosa Oliveira foi morto em um assalto no dia 17 de março. Dupla também foi acusada por corrupção de menor. Cristian da Rosa Oliveira, de 36 anos, foi encontrado dentro do próprio carro, em Gravataí
BM/Divulgação
O Ministério Público de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, denunciou, nesta terça-feira (18), dois jovens de 19 anos pelo latrocínio do policial militar Cristian da Rosa Oliveira, ocorrido no dia 17 de março no bairro Morada do Vale II, em Gravataí.
A promotora de Justiça Aline Baldissera também acusou a dupla por corrupção de menor. Um deles foi denunciado, ainda, por incêndio criminoso e fraude processual.
No dia do crime, o policial militar estava de folga quando foi abordado por dois homens em um carro branco, que anunciaram o assalto. O soldado teria reagido e trocado tiros com os suspeitos. Ele acabou baleada quatro vezes.
Segundo o delegado Guilherme Calderipe, os suspeitos roubaram apenas a arma do policial. “Não houve a subtração do veículo, não houve a subtração de objetos pessoais. O único objeto que nós constatamos como tendo sido subtraído, de fato, foi a arma”.
Conforme a denúncia do MP, no dia seguinte ao assalto, um dos jovens denunciados conseguiu um veículo de mesma marca e modelo do utilizado no latrocínio, colocou uma placa falsa, com a mesma numeração da utilizada no crime da véspera, e o incendiou em via pública para despistar a investigação.
VÍDEOS: tudo sobre o RS

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem