Médicos reclamam de atraso no pagamento de salários no Hospital da Restinga, em Porto Alegre


Profissionais afirmam que não receberam repasse referente a março. Administradora do hospital assegura que salários serão regularizados nesta sexta (7). Sindicato monitora o caso. Hospital da Restinga
Maia Rubim/PMPA
Um grupo de médicos do Hospital Restinga e Extremo Sul (HRES), na Zona Sul de Porto Alegre, reclama de salários atrasados. Segundo eles, os pagamentos referentes ao mês de março ainda não foram feitos.
A Associação Hospitalar Vila Nova, responsável pela gestão da instituição, reconhece a situação, mas diz que irá regularizar os pagamentos nesta sexta-feira (7).
De acordo com o presidente da gestora do HRES, Dirceu Dal’Molin, a situação ocorreu “de forma momentânea em decorrência dos necessários investimentos emergenciais para atenção e tratamento dos casos de Covid-19”.
Ainda, conforme a associação, o acordo com os médicos é que os pagamentos ocorreriam entre os dias 20 e 30 do mês seguinte. O próximo, referente a abril, deve acontecer a partir do dia 20 de maio.
O médico Emerson Hoffmann afirma que, somente no setor de emergência, entre 60 e 70 profissionais estão com atraso no pagamento. “Isso não impacta só o médico. O não-repasse impacta todos os colaboradores do hospital. É bem complicado”, pontua.
O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) diz que recebeu uma notificação no Canal de Denúncias, mas que, como houve esclarecimento da direção da entidade de que regularizaria a situação nesta sexta, “manterá monitoramento do caso”.
O G1 tentou contato com o Conselho Regional de Medicina do RS (Cremers), que informou que sempre abre investigações quando recebe uma denúncia, mas que iria se manifestar apenas na sexta (7).
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) também foi procurada, mas, até a publicação desta reportagem, não havia retornado os contatos do G1.

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem