Medicamentos do 'kit intubação' são distribuídos para 154 instituições de saúde no RS


Operação entregou 26,2 mil ampolas de sedativo. Ocupação de leitos no estado é de 83%, com 2.792 pacientes em 3.368 leitos, sendo 1.826 intubados. Hospitais do RS recebem novo lote de medicamentos do kit intubação
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul e o Exército Brasileiro distribuíram, nesta terça-feira (4), 26.290 ampolas do medicamento etomidato, usado na sedação de pacientes intubados. O insumo, parte do chamado “kit intubação”, foi entregue a 154 instituições de saúde, sendo 85 hospitais com unidades de terapia intensiva, 43 sem UTI e 26 unidades de pronto-atendimento (UPAs).
Segundo o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) do RS, houve uma melhora na situação dos estoques de medicamentos na comparação com algumas semanas atrás. Entretanto, para o secretário-geral da entidade, Diego Espíndola, a situação ainda preocupa.
“Já tivemos momentos críticos de hospitais não receberem pacientes por não terem mais medicamentos […]. Hoje temos, mas todas as regiões do estado ainda apontam hospitais com problemas de estoque nesses medicamentos. A gente segue com o sinal de alerta ligado para esses hospitais”, disse.
Na Santa Casa de São Gabriel, na Região Central do estado, por exemplo, o estoque dura de seis a sete dias. Há menos de um mês, os remédios duravam, no máximo, 48h.
Luciney Bohrer, presidente da Federação das Santas Casas do RS, afirma que a situação é semelhante na maioria dos hospitais do estado.
“Não temos ainda a segurança que gostaríamos, mas trabalhar com estoque para dois dias, isso não está acontecendo. Nós temos um período maior, de cinco a 10 dias, na maioria dos hospitais, e esses hospitais que conseguiram a importação têm um volume maior de medicamento dentro das instituições”, explicou.
Soldados distribuem medicamentos do ‘kit intubação’ no Rio Grande do Sul
Reprodução/RBS TV
Ocupação de leitos
No início da noite desta terça, a ocupação de leitos de UTI no estado era de 83%, segundo a SES. São 2.792 pacientes em 3.368 leitos, sendo 1.719 pacientes com Covid, 124 com suspeita da doença e 949 com outras enfermidades. Ao todo, 1.826 pessoas estão intubadas com o uso de respiradores.
Em Porto Alegre, a taxa era de 85%, com 905 pessoas internada em 1.064 vagas. Das 21 regiões de monitoramento da SES, as de Cachoeira do Sul e Palmeira das Missões eram as únicas com ocupação acima do limite máximo.
O dirigente da Federação das Santas Casas, Luciney Bohrer, reforçou o apelo para que a população siga se cuidando, para evitar a lotação de hospitais.
“Precisamos que a população continue respeitando os protocolos sanitários, porque, com certeza, a gente vai conseguir avançar no enfrentamento à pandemia”, falou.
Paciente em leito de UTI em hospital do Rio Grande do Sul
Reprodução/RBS TV
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Polícia faz operação contra fraudes no seguro DPVAT no RS; desvios podem chegar a R$ 8 milhões

Segundo as investigações, grupo criminoso agia com informantes dentro de hospitais procurando vítimas de acidentes, além de fraudar...

Enfermeiros e técnicos são os profissionais de saúde mais atingidos pela Covid no RS, aponta boletim

Quase metade dos 32 mil profissionais da saúde infectados são da área da enfermagem. Dia Internacional da Enfermagem,...

Cresce procura por atendimento psicológico no RS; veja locais que oferecem apoio gratuito ou com 'valor social'

Orientação da Secretaria Estadual da Saúde é buscar o atendimento na rede de atenção primária. Estado tem 212 unidades do Centros de...

Governo distribui 310 câmaras frias para vacinas a cidades do RS com menos de 100 mil habitantes

No total, 194 municípios serão contemplados. Primeiras 52 receberam nesta terça (11). Objetivo é aprimorar a Rede de...

Veja tambem