Júri dos réus pelo incêndio na Boate Kiss é marcado para 1º de dezembro em Porto Alegre


Julgamento chegou a ser agendado no ano passado, mas foi adiado. Elissandro Spohr, Mauro Hoffmann, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha respondem pelo crime que deixou 242 mortos. Incêndio deixou 242 mortos em 2013
Reprodução/RBS TV
O júri dos quatro réus pelo incêndio da Boate Kiss, que deixou 242 mortos em 2013, em Santa Maria, Região Central do estado, foi marcado para o dia 1º de dezembro, em Porto Alegre, a partir das 9h.
Tragédia da boate Kiss completa 8 anos: ‘Todo janeiro passa um filme na cabeça’, diz sobrevivente
Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, sócios da boate, e Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão, integrantes da banda que tocava na noite da tragédia, irão ao banco dos réus.
A data do julgamento foi agendada pelo juiz Orlando Faccini Neto, que assumiu nesta segunda-feira (5) o 2º Juizado da 1ª Vara do Júri do Foro Central.
Faccini explica que a realização do júri nessa data dependerá da evolução da vacinação contra o coronavírus. Como o júri deve se estender ao longo dos dias, o setor de logística do tribunal tomará as providências para estruturar alojamento e alimentação dos jurados, segurança interna e externa, cobertura da imprensa, entre outras questões.
O local do júri ainda não está definido, o que deve acontecer até maio. “Com todas as providências burocráticas que o cercam, mormente considerada a expectativa de que, em virtude de sua complexidade, o Plenário se estenda por número expressivo de dias”, diz.
Datas marcadas e desaforamento
Os julgamentos chegaram a ser marcados em duas sessões para o ano passado, em Santa Maria, mas tiveram a data suspensa devido a pedidos de desaforamento dos réus para levar o julgamento para Porto Alegre.
Inicialmente, o desaforamento foi concedido a três dos quatro réus – Elissandro, Mauro e Marcelo. Luciano foi o único que não manifestou interesse na troca, e seu julgamento chegou a ser marcado em Santa Maria.
Contudo, depois de pedido do Ministério Público, o Tribunal determinou que ele se juntasse aos demais.
Eles respondem por homicídio simples, 242 vezes consumado e 636 vezes tentado (pelo número de feridos).
VÍDEOS: Tudo sobre o RS
Initial plugin text

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem