Hospital de Campo Bom apura problema no abastecimento de oxigênio após alarme disparar


Segundo direção, situação não deixou pacientes sem oxigênio e não foram registrados óbitos. Empresa diz que válvula estava fechada. Hospital apura mais informações sobre o caso. Hospital Lauro Reus, em Campo Bom
Reprodução/RBS TV
O alarme do sistema de fornecimento de oxigênio no Hospital Lauro Réus soou por 4 minutos na manhã desta segunda-feira (7), causando preocupação no local. Em março, seis pacientes internados morreram na sequência de uma falha na suplementação do gás na instituição, que fica em Campo Bom, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Leia a nota do hospital abaixo.
Segundo a direção, não houve falta de oxigênio, e nenhum óbito na manhã de segunda. A Air Liquide, empresa fornecedora do oxigênio, foi chamada e constatou no local que a válvula do tanque de abastecimento estava indevidamente fechada. Os tanques de reserva estavam abastecendo o sistema, segundo a empresa. Leia a nota da empresa abaixo.
“O técnico da Air Liquide procedeu à reabertura da válvula e o abastecimento do Hospital voltou a ser feito pelo tanque de oxigênio. Foi feita ainda a reposição dos cilindros da central backup [reserva] utilizados enquanto a mesma esteve acionada. Em nenhum momento o Hospital ficou sem oxigênio”, explica a nota da fornecedora.
Além disso, a empresa cita que identificou que a câmera de segurança, posicionada diante do tanque, não está em funcionamento, o que é responsabilidade do hospital.
A assessoria jurídica do Lauro Réus verifica as informações prestadas pela empresa. “Após verificar todas as circunstâncias (motivo do alarme, posição da válvula e funcionamento das câmeras de segurança) que envolvem o soar do alarme por 4 minutos, irá tomar as providências cabíveis”.
O hospital afirma ainda que, caso haja suspeita de sabotagem na válvula, será registrado boletim de ocorrência e nova sindicância.
Relembre o caso
O Ministério Público e a Polícia Civil apuram o problema no fornecimento de oxigênio do Hospital Lauro Réus na manhã do dia 19 de março. Seis pessoas que estavam internadas com coronavírus e utilizando a suplementação do oxigênio faleceram nos instantes após o problema.
Outros 15 falecimentos de pacientes que também estavam intubados, e morreram nos dias seguintes à falha, também são apurados.
‘Perdi a nossa companheira’, diz marido de paciente que morreu após falha de distribuição de oxigênio em hospital no RS
Sindicância interna instaurada pelo hospital apontou que houve falha no reabastecimento do sistema por parte da empresa. Por sua vez, a Air Liquide disse que contatada pela empresa no dia do incidente, que auxiliou remotamente para iniciar o sistema de backup e ainda que forneceu novos cilindros de oxigênio para complementar.
Tanto o hospital quanto a empresa são alvos da apuração do MP.
Nota do Hospital Lauro Réus
A Direção do Hospital Lauro Reus informa que: sobre os fatos noticiados na manhã desta segunda-feira (7), não houve qualquer problema de desassistência a paciente ou falta de Oxigênio nas unidades. Informa ainda que, até o presente momento (16:13), juntamente com a Assessoria Jurídica, está verificando as informações prestada e divulgadas pela Air Liquide sobre o chamado de hoje, onde a empresa atendeu imediatamente à direção. Porém, somente e após verificar todas as circunstâncias (motivo do alarme, posição da válvula e funcionamento das câmeras de segurança) que envolvem o soar do alarme por 4 minutos, irá tomar as providências cabíveis. Conforme o que for apurado, caso haja suspeita de sabotagem na válvula, a direção deverá efetuar imediatamente registro de Boletim de Ocorrência Policial e possivelmente nova sindicância. O abastecimento segue normal, mas caso seja constatado novo problema técnico no equipamento a empresa será chamada à se explicar. Direção do Hospital Lauro Reus
Nota da empresa Air Liquide
Na manhã desta segunda-feira, 7 de junho de 2021, a Air Liquide foi acionada pelo time de manutenção do Hospital Lauro Reus para verificar a queda na pressão do sistema de distribuição de oxigênio.
A Air Liquide atendeu prontamente ao chamado e, ao chegar no Hospital, constatou que a válvula do tanque de oxigênio estava indevidamente fechada e o abastecimento sendo feito pelos cilindros da central backup, que estavam integralmente disponíveis. A empresa desconhece os motivos pelos quais se deu o fechamento da válvula do tanque.
O técnico da Air Liquide procedeu à reabertura da válvula e o abastecimento do Hospital voltou a ser feito pelo tanque de oxigênio. Foi feita ainda a reposição dos cilindros da central backup utilizados enquanto a mesma esteve acionada. Em nenhum momento o Hospital ficou sem oxigênio.
Durante o atendimento da Air Liquide, constatou-se também que as câmeras de segurança posicionadas diante do tanque de oxigênio continuavam não funcionando, o que foi confirmado pelo responsável pela manutenção do Hospital Lauro Reus. Esse monitoramento, bem como a gestão do suprimento de oxigênio, cabem à unidade hospitalar.
A nova equipe que cuida da manutenção do Hospital, inclusive, já recebeu treinamento da Air Liquide sobre como proceder em situações de emergência. A empresa reitera que a ocorrência foi prontamente atendida e que não houve desabastecimento de oxigênio na unidade.
A segurança e o bem-estar dos pacientes, clientes e funcionários é uma prioridade absoluta para a Air Liquide
Air Liquide Brasil
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Falta de insulina na rede pública de farmácias causa preocupação em pessoas com diabetes no RS

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, falta do medicamento ocorre desde maio. Ministério da Saúde alega que foram...

Rio Grande do Sul se aproxima de 1 milhão e 200 mil testes positivos de coronavírus. Mortos são quase 31 mil

Divulgado nesta quinta-feira (24), o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde ampliou para 1.199.084 o número de testes positivos de coronavírus no...

Ministra do STF rejeita novo habeas corpus de ex-segurança preso pela morte de homem negro em supermercado no RS

Defesa de Giovane Gaspar da Silva pedia a conversão da prisão preventiva em domiciliar para que respondesse o...

Banco do Brasil abre concurso com vagas para cinco regiões do RS

Mais de 150 vagas imediatas serão preenchidas. Concurso seleciona também para cadastro reserva. Cargo é de nível médio...

Veja tambem