Hospitais públicos do RS têm lotação de 90% nas UTIs; taxa nas instituições privadas é de 110%


Com 3.263 pacientes em 3.410 leitos disponíveis, taxa geral de ocupação no estado é de 95,6%. Seis regiões atendem mais pessoas do que a capacidade hospitalar. CTI do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre
HMV/Divulgação
A ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) destinados a adultos no Rio Grande do Sul apresenta uma diferença entre hospitais públicos e privados. Na tarde desta quarta-feira (7), as instituições que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) registravam 90% de ocupação. Por outro lado, as unidades privadas observavam taxa de 110% de lotação (veja tabela abaixo).
Ao todo, o estado atende 3.263 pacientes em 3.410 vagas disponíveis em 300 hospitais. A taxa de ocupação geral de leitos críticos é de 95,6%. É o sétimo dia seguido de lotação abaixo de 100%, mas ainda dentro da zona de alerta crítico da Fiocruz, quando o índice é superior a 80%.
O atendimento de mais pacientes do que a capacidade, caso dos hospitais privados, é previsto pela SES, que autoriza o uso de leitos adaptados, como salas de recuperação e centros cirúrgicos, para a terapia intensiva.
Ocupação de leitos de UTI no RS
Outros indicadores
Do total de internados em UTIs, 2.310 pessoas estão com coronavírus e outras 101 estão com suspeita da doença. O número de pacientes com outras enfermidades em leitos de terapia intensiva aumentou em relação ao dia anterior, sendo 852 hospitalizados nesta quarta. Com 11 leitos a mais entre terça (6) e quarta, o estado registra 147 vagas em aberto no sistema de saúde (veja gráfico abaixo).
Conforme a SES, 2.459 estão intubados em respiradores. O número representa 72% do total de internados em UTIs. Além disso, há 3.624 pacientes com coronavírus em quase 8,1 mil leitos clínicos.
Somando adultos e crianças em atendimento crítico e clínico, o RS totaliza 6.124 pessoas internadas com Covid-19 ou suspeita da doença.
Cidades e regiões
De acordo com a SES, os 21 hospitais do município de Porto Alegre têm 1.104 pacientes internados em 1.113 vagas de UTI, ou seja, 99,1% da capacidade. O cenário de instituições públicas e privadas é semelhante ao visto no estado, com taxas de 94% e 108%, respectivamente.
No controle da Secretaria Municipal da Saúde da Capital, há o registro de 119 pessoas aguardando transferência para um leito crítico. São 89 pacientes com coronavírus e 30 com outras enfermidades. Os dados são referentes a 17 dos 18 hospitais monitorados.
No interior do estado, a região de Cachoeira do Sul, no Centro do RS, segue a com maior taxa de ocupação de UTIs. A lotação é de 150%, com 30 pacientes em 20 leitos. As regiões de Uruguaiana, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Palmeira das Missões e Passo Fundo também atendem mais pessoas do que a capacidade operacional.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem