Governo do RS anuncia plano de concessões de rodovias e obras; investimento soma R$ 5,2 bilhões


Mais de 1,1 mil km de rodovias serão concedidos à iniciativa privada, com previsão de duplicação de estradas, totalizando R$ 3,9 bilhões. Investimentos com verbas públicas alcançam R$ 1,3 bilhão em obras. ERS-040, entre a Região Metropolitana de Porto Alegre e o Litoral Norte, será concedida
EGR/Divulgação
O governo do Rio Grande do Sul apresentou, nesta quarta-feira (9), um programa de desenvolvimento em logística e mobilidade. Segundo o Palácio Piratini, serão investidos R$ 5,2 bilhões em concessões de rodovias e obras, pelos próximos cinco anos.
O governador Eduardo Leite (PSDB) detalhou a divisão dos recursos. As concessões devem injetar R$ 3,9 bilhões em investimentos privados. Já as obras, com recursos públicos, contarão com aporte de R$ 1,3 bilhão até o fim de 2022.
“Além do investimento em parceria com o setor privado, o estado passa a ter condições de fazer investimentos com recursos próprios”, disse.
O programa foi apresentado a secretários, deputados, autoridades e parte da imprensa, em evento presencial no Palácio Piratini.
Obras e concessões foram apresentadas no Palácio Piratini
Reprodução/Palácio Piratini
Concessões
O projeto de concessões deve contemplar 1.131 km de estradas, que serão administradas por 30 anos pela iniciativa privada. O governo espera que, nos próximos cinco anos, 317 km sejam duplicados.
As estradas serão dividas em três blocos (veja abaixo). O primeiro é na Região Metropolitana de Porto Alegre e na Região das Hortênsias, na Serra. O segundo lote é entre a Região dos Vales e o Norte do estado. O terceiro bloco de rodovias compreende trechos entre a Região Metropolitana e a Serra, na região de Caxias do Sul.
O cronograma prevê consultas públicas lançadas até 18 de junho. Os leilões devem ocorrer até dezembro deste ano. Não houve detalhamento sobre eventual pagamento de pedágio.
Lotes de rodovias do RS que serão concedidas à iniciativa privada
Palácio Piratini/Divulgação
Obras do estado
Já as obras bancadas com recursos públicos serão destinadas a acessos municipais (R$ 328 milhões), ligações regionais (R$ 523 milhões) e recuperação de rodovias (R$ 294 milhões). São nove lotes de intervenções.
“A gente não consegue fazer concessão em todo o estado. Existem áreas, em determinadas rodovias, que o estado precisa se fazer presente com recursos públicos”, afirmou Leite.
O governador ainda citou que o anúncio de investimentos só foi possível com as reformas nas carreiras públicas de civis e militares, além das privatizações propostas.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

Falta de insulina na rede pública de farmácias causa preocupação em pessoas com diabetes no RS

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, falta do medicamento ocorre desde maio. Ministério da Saúde alega que foram...

Rio Grande do Sul se aproxima de 1 milhão e 200 mil testes positivos de coronavírus. Mortos são quase 31 mil

Divulgado nesta quinta-feira (24), o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde ampliou para 1.199.084 o número de testes positivos de coronavírus no...

Ministra do STF rejeita novo habeas corpus de ex-segurança preso pela morte de homem negro em supermercado no RS

Defesa de Giovane Gaspar da Silva pedia a conversão da prisão preventiva em domiciliar para que respondesse o...

Banco do Brasil abre concurso com vagas para cinco regiões do RS

Mais de 150 vagas imediatas serão preenchidas. Concurso seleciona também para cadastro reserva. Cargo é de nível médio...

Veja tambem