Escolas municipais reabrem para retorno de alunos do 3º ao 5º ano em Porto Alegre, diz prefeitura


Secretaria Municipal da Educação afirma que 30 das 56 escolas reabriram nesta segunda (10). Na rede estadual, alunos do 1º ano do ensino médio retomaram atividades presenciais. Na rede privada, escola de Santana do Livramento fecha após casos de Covid entre funcionários. Levantamento aponta que mais de 70% das escolas estaduais recebem os alunos presencialmente no RS
Alunos do 3º ao 5º ano do ensino Fundamental da rede municipal de Porto Alegre voltaram às aulas presenciais nesta segunda-feira (10). A Secretaria Municipal da Educação (SMED) não estimou a quantidade de estudantes que foram às escolas. Entretanto, a pasta calcula que ao menos 30 das 56 instituições que atendem essa faixa etária abriram durante o dia.
Ao somar com as escolas de educação infantil e com as turmas de 1º e 2º anos, que já podem funcionar desde 29 de abril, 211 das 309 escolas declararam estar abertas (veja tabela abaixo).
Escolas da rede municipal abertas em Porto Alegre (10)
O cronograma da Capital projeta que os estudantes dos anos finais do ensino fundamental voltem na próxima semana, em 17 de maio. Já os do ensino médio devem retomar as atividades presenciais no dia 24 de maio (veja calendário).
Nesta segunda, a Prefeitura de Porto Alegre publicou um decreto requisitando professores e servidores para cobrir a ausência de profissionais do município, que estão em greve desde sexta-feira (7).
As instituições serão indenizadas. O prazo da requisição é de 60 dias, podendo ser prorrogado.
Escola municipal em Porto Alegre
Giulian Serafim/PMPA/Divulgação
Rede estadual
Na rede estadual, alunos do 1º ano do ensino médio retornaram, nesta segunda-feira (10), às aulas presenciais. Esse foi o quinto grupo a voltar às escolas.
Na quarta (12), o calendário do governo do estado prevê o retorno de estudantes dos 2º e 3º anos.
Segundo a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), 72% das escolas haviam reaberto até sábado (8). O número desta segunda não foi divulgado pela pasta.
Na Escola Estadual Paraná, na Zona Sul de Porto Alegre, a diretora Catia Vargas de Alencar relata que a retomada foi tranquila.
“Nós estamos nos organizando para recebê-los e saber a quantidade de alunos que estão para vir. Alguns pais não se sentem seguros, o pai tem o direito de não mandar. Mas está sendo tranquilo”, disse.
Escola Estadual Paraná, em Porto Alegre
Reprodução/RBS TV
Na Escola Apeles, também da rede estadual, a procura foi baixa, segundo a diretora. Uma professora falou do medo de contaminação por coronavírus nas atividades presenciais.
“Nós não somos vacinados. Não estamos nos Estados Unidos. Qual a razão para voltar, se não há segurança maior?”, reclamou Estela Farias.
Na Escola Infante Dom Henrique, no bairro Menino Deus, faltava água para fazer a higienização dos ambientes. Na Escola Venezuela, no bairro Medianeira, o expediente era interno, sem a realização de aulas presenciais. O Colégio Protásio Alves, na Azenha, finaliza os preparativos para o retorno, mas ainda sem data definida.
A Seduc afirma que as escolas que não estiverem em conformidade com o determinado pelo estado devem permanecer com as aulas remotas até que os ajustes sejam realizados (veja nota abaixo).
Parte dos alunos da rede estadual de ensino retoma às aulas presenciais no RS
Rede privada
Nas instituições particulares do RS, o Sindicado do Ensino Privado (Sinepe) afirma que mais da metade das escolas estão com adesão de 80% a 100% dos alunos.
As taxas mais altas são vistas na educação infantil, com 73% das escolas registrando alta taxa de retorno. Nos ensinos fundamental I e II, além do ensino médio, as taxas variam de 47% a 60% dos colégios.
Em Santana do Livramento, na Fronteira com o Uruguai, o colégio particular Santa Teresa de Jesus suspendeu as aulas. São quatro casos confirmados de Covid, sendo dois de auxiliares gerais e dois de professores. Há, ainda, outros cinco casos suspeitos.
Um comunicado foi enviado às famílias dos 800 alunos informando os casos. O aviso ressalta que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda suspensão das aulas na presença de três casos positivos da doença. As aulas serão feitas da forma remota para todos os alunos por duas semanas, explicou a diretora Bruna Prates Bittencourt Braz.
“Agora é o momento de falarmos em cuidado, em conscientização. Sabemos que, para a escola, não está sendo fácil. Para as famílias, sobretudo, também não está sendo fácil. Porém, a gente precisa achar determinado ponto em comum, que é o cuidado”, afirmou.
Escola privada de Santana do Livramento suspendeu aulas após casos de Covid
Reprodução/RBS TV
Nota da Seduc:
A Secretaria Estadual da Educação informa que as escolas que não estiverem em conformidade com o determinado pelo Estado para a realização das aulas presenciais devem permanecer com a realização de atividades remotas até que os ajustes sejam realizados. Ainda, a Seduc ressalta que todas as demandas das escolas referentes à contratação de professores/servidores e obras, devem ser encaminhada para a respectiva Coordenadoria Regional de Educação para que sejam atendidas.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem