Dois idosos de 88 anos morrem de Covid à espera de leito de UTI em Veranópolis


Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, que não possui UTI, precisou adaptar estrutura para receber pacientes para tratamento intensivo. Na tarde desta quinta (11), 174 pessoas aguardavam por vaga no RS. Porto Alegre tem 800 pacientes com Covid-19 internados em UTIs
Um homem e uma mulher, ambos com 88 anos, morreram nesta quarta-feira (10) em Veranópolis, na Serra do Rio Grande do Sul, à espera de leito de UTI. Ambos tinham Covid e, internados no Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, aguardavam a transferência para outra cidade, mas não resistiram à espera.
‘É angustiante’, diz filho de morador de Crissiumal que morreu de Covid-19 durante transferência para UTI
Ocupação dos leitos de UTI no RS chega a 107%
O hospital não tem leitos de UTI. Foi montada uma estrutura nas salas da emergência com seis leitos para prestar atendimento aos pacientes graves e atender ao plano de contingência do estado.
Além disso, o hospital, a exemplo de outras instituições, tem dificuldades em adquirir insumos e medicamentos básicos como bombas de infusão.
“Estávamos gastando um absurdo. Praticamente triplicou a quantidade de medicamentos. Estamos com dificuldade de manter esses pacientes no tubo. Não tem para entrega e, quando tem, são preços fora de mercado”, afirma o diretor Rogério Franklin.
Insumos do ‘kit intubação’ têm alta de até 467% e hospitais temem desabastecimento no RS
De acordo com o painel da Secretaria Estadual da Saúde (SES), o hospital estava com a ocupação de 207% no fim da tarde desta quinta (11). Havia 27 pacientes internados, sendo que a estrutura comporta 13 pessoas.
Segundo ele, o hospital tem 22 internados na ala Covid e cinco em emergência, um setor intermediário com quatro pacientes por coronavírus e outro por outra razão. “É muito atendimento para o nosso fim, que é de média complexidade”, destaca.
Em todo o estado, 174 pessoas aguardavam transferência.
Albina Rigo Marson, de 88 anos, morreu nesta quarta (10), em Veranópolis
Fabiane Parise/Arquivo Pessoal
Albina Rigo Marson foi uma das vítimas. Ela foi internada no dia 1º de março, quando teve uma piora significativa, e dificuldade de respirar. Dois dias depois precisou ser intubada.
“Ela só me disse que sentia muita dor no peito, e que não conseguia respirar. Mas eu expliquei que ela iria se sentir melhor, e que tudo ia ficar bem. Ela me respondeu que sabia que iria ficar bem”, conta a neta Fabiane Parise, secretária municipal de Desenvolvimento Social, Habitação e Longevidade.
Apesar de ter cardiopatia, a idosa nunca tinha passado por uma internação, a não ser pra colocação de um marca-passo 20 anos atrás.
“Ela era uma idosa muito ativa, religiosa. Participava sempre das missas. Nos últimos anos, devido à dificuldade de caminhar, permanecia mais em casa, mas nunca deixou de acompanhar as missas através das transmissão de rádio ou pela TV. Era uma avó muito afetuosa, cuidadosa com todos da família. Queria muito ver os netos e os filhos unidos”, destaca Fabiane.
Albina teve seis filhos, 11 netos e cinco bisnetos.
“O que é mais triste é a falta da despedida. Não poder dar o adeus de forma humana, digna, como também a vó mereceria. Depois de toda sua vida. Isso é cruel. E como também ver ela na situação da espera do leito. É desumano”, destaca.
Vídeos: Tudo sobre RS
Initial plugin text

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem