'A auto-organização e o SUS salvaram vidas dentro dos quilombos', diz líder da Frente Quilombola em Porto Alegre sobre a Covid-19


População chegou a ficar de fora do plano de vacinação do RS, mas foi incluído posteriormente. Quilombos reconhecidos na Capital receberam as doses na semana passada. Até a última sexta (29), mais de 700 pessoas haviam sido vacinadas. Vacinação no Quilombo Lemos, em Porto Alegre
Divulgação/Frente Quilombola RS
As sete comunidades quilombolas urbanas certificadas pela Fundação Palmares de Porto Alegre receberam as primeiras doses da vacinação contra a Covid-19 na semana passada, segundo a Frente Quilombola RS. A imunização era um anseio das comunidades, que chegou a ficar fora do plano estadual de vacinação, mas foi incluído posteriormente.
“A auto-organização e o SUS salvaram vidas dentro dos quilombos”, afirma Onir Araújo, advogado e um dos líderes da Frente Quilombola, sobre o impacto da doença nas comunidades.
Veja perguntas e respostas sobre a vacinação em Porto Alegre
Vacina contra Covid-19 em Porto Alegre: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer
Ele atribui a esses fatores o fato de que nenhum óbito por Covid-19 foi registrado entre os quilombos urbanos da Capital até o momento. “Mesmo estando em bairros como o Sarandi, com grande número de infectados e de óbitos”, observa.
Segundo a Frente Quilombola, mais de 100 moradores foram infectados com a doença. Também foram registrados surtos de coronavírus em alguns quilombos.
Onir ressalta que as comunidades agiram para evitar uma situação mais grave nas comunidades, se organizando para produzir máscaras e monitorar os casos, com o apoio dos setores de Saúde Coletiva da UFRGS e de estudantes da UFCSPA, que auxiliam nos cuidados com a saúde nas comunidades.
Vacinação no Quilombo dos Silva
Divulgação/Frente Quilombola RS
Confira os sete quilombos certificados pela Fundação Cultural Palmares da Capital
Quilombo dos Silva
Quilombo do Areal
Quilombo Fidelix
Quilombo dos Alpes
Quilombo dos Machado
Quilombo dos Flores
Quilombo Lemos
Outras duas comunidades, o Quilombo da Família Ouro e o Quilombo Mocambo, são auto-identificadas, porém ainda não receberam a certificação pela Fundação, etapa necessária para o reconhecimento pelo governo federal da área.
Recebem as doses os quilombolas maiores de 18 anos, exceto lactantes ou grávidas. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a população quilombola de Porto Alegre soma 1.218 pessoas.
Até a última atualização do levantamento de vacinação, da última sexta (29), 715 doses haviam sido administradas no grupo, de acordo com a prefeitura.
“A imunização é extremamente importante, pois, segundo estudos feitos por nós durante a pandemia, mais de 70% dos quilombolas não tiveram condições de manter o isolamento, tendo que circular em ônibus lotados, laborar em condições vazias de proteção para garantir o seu sustento e de suas famílias”, estima Onir.
Atividades culturais, que também geravam renda aos residentes dos quilombos, foram paralisadas devido ao combate à doença, o que aprofundou a precarização dos territórios. O líder quilombola ainda cita o fim do auxílio emergencial como mais um fator preocupante.
Vacinação no Quilombo dos Machados
Divulgação/Frente Quilombola RS
Vacinação completa no Quilombo Lemos
O Quilombo Lemos conseguiu vacinar toda a população adulta, de 48 pessoas, no último dia 26 de janeiro, conforme Sandro Lemos, um dos moradores da comunidade. Doze pessoas foram infectadas pela doença na comunidade, inclusive o próprio Sandro.
“Algumas pessoas perderam o emprego, outras não puderam parar, se arriscando, por isso que teve uma alta taxa de contaminação no quilombo. A vacinação veio para a gente ficar mais relaxado quanto a isso. Estando imunizado, a gente se preserva, preserva o quilombo, as crianças e a cidade como um todo”, analisa.
VÍDEOS: Vacinação contra a Covid-19
Initial plugin text

Ultimas notícias

Municípios do RS temem 'apagão' por falta de vacina contra a Covid, diz Conselho das Secretarias de Saúde

Fiocruz e Butantan anunciaram a paralisação na fabricação das vacinas Oxford/AstraZeneca e CoronaVac. Secretaria da Saúde estima que...

Operação dispersa pontos de aglomeração em Porto Alegre

Ocorrências foram registradas nos bairros Centro Histórico, Arquipélago, Cidade Baixa e Moinhos de Vento. Festa realizada em estabelecimento...

Homem de 72 anos é morto a tiros em Porto Alegre

Vítima, identificada como João Carlos Franco Cunha, de 72 anos, foi atingido por dois tiros na nuca e...

Museus recebem visitantes com hora marcada no RS; saiba como agendar

Reabertos após período de restrições, os museus históricos e artísticos da Capital e interior do estado organizam as...

Veja tambem