1 a cada 10 moradores do RS foi contaminado por Covid-19, aponta pesquisa da UFPel


Dos 4.445 testes aplicados na rodada mais recente da Epicovid, 443 deram positivo. Novo exame passou a ser utilizado na pesquisa, com mais precisão. Nove municípios participaram da Epicovid
UFPel/Divulgação
A cada 10 habitantes do RS, um já foi contaminado pelo coronavírus, estima a mais recente etapa da pesquisa Epicovid, que analisa a prevalência da doença na população, divulgada nesta quinta-feira (25) pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), coordenadora da ação.
Foram aplicados 4.445 testes em nove municípios. Do total, 443 tiveram resultado positivo. A estimativa é que 10% das população tenha tido contato com o vírus, o que resulta em 1,13 milhões de pessoas.
Canoas é a cidade com maior percentual de população infectada. Confira abaixo:
Canoas – 12,6%
Passo Fundo – 11,2%
Uruguaiana – 10,5%
Ijuí – 10,2%
Santa Maria – 10,2%
Caxias do Sul – 9,5%
Pelotas – 8,9%
Santa Cruz do Sul – 8,3%
Porto Alegre – 8,3%
Na etapa anterior da pesquisa, em setembro de 2020, a estimativa era de que 1 a cada 72 pessoas no estado já haviam contraído o vírus. Foram oito rodadas realizadas no estado, a partir do início da pandemia até setembro, quando entrou em pausa. No país, a pesquisa foi aplicada em quatro etapas.
Para a retomada, a UFPel implementou um novo teste, o S-UFRJ, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, capaz de detectar a existência do vírus até cinco meses após o contágio.
Como é a pesquisa
Pesquisadores visitam moradores, selecionados aleatoriamente, dos nove municípios sentinelas da Epicovid. Com 11,3 milhões de habitantes, essas cidades representam 31% da população gaúcha.
Além da aplicação dos testes de anticorpos, os participantes respondem a um questionário. A etapa atual foi coletada entre 5 e 8 de fevereiro. São realizados em média 4,5 mil testes.
A pesquisa chegou a ter financiamento do Ministério da Saúde, interrompido após a terceira etapa, ainda no ano passado. Agora, é custeada pelo programa Todos pela Saúde – promovido por diversas entidades e empresas privadas -, do Banrisul, do Instituto Serrapilheira, da Unimed Porto Alegre e do Instituto Cultural Floresta.
A pesquisa mobiliza ainda uma rede de doze universidade públicas e privadas em todo o estado: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA); Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos); Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc); Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ); Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Universidade Federal do Pampa (Unipampa/Uruguaiana); Universidade de Caxias do Sul (UCS); IMED e Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS/Passo Fundo), Universidade de Passo Fundo (UPF) e Universidade La Salle (Unilasalle).
Fases anteriores da pesquisa
1ª fase: RS tem quatro infectados a cada caso confirmado
2ª fase: Número de infectados possa ser 12 vezes maior
3ª fase: UFPel aponta que 0,22% das pessoas têm anticorpos
4ª fase: Pesquisa mostra redução na subnotificação de casos
5ª fase: 1 em cada 214 moradores do RS foi infectado
6ª fase: 1 em cada 104 moradores do RS tem anticorpos
7ª fase: 1 a cada 82 moradores do RS teve contato com o vírus
8ª fase: 1 a cada 72 moradores do RS teve contato com o coronavírus
VÍDEOS: Coronavírus
Initial plugin text

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem