PTB formula plano de trabalho para a retomada econômica do país

Carazinhense Ronaldo Nogueira está presidindo uma comissão especial do partido que trata de um plano chamado “Caminhos para o Brasil” que será entregue em breve ao Presidente Jair Bolsonaro

Na semana passada foram entregues às escolas da rede municipal de educação de Carazinho 200 computadores semi-novos doados pela Fundação Nacional de Saúde – FUNASA.  A doação dos materiais tinha sido tratada ainda quando Ronaldo Nogueira era o presidente da instituição.

Em entrevista à Rádio Diário AM 780, Ronaldo Nogueira que é um dos vice-presidentes do diretório nacional do Partido Trabalhista Brasileiro – PTB, contou que continua morando em Brasília e que está presidindo uma comissão especial do partido que trata de um plano de trabalho para a retomada econômica e de geração de empregos. O documento em forma de livro chamado “Caminhos para o Brasil” tem 150 páginas e deverá ser entregue em breve pelo presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, ao presidente da Republica Jair Bolsonaro.

Nogueira comentou que o trabalho que esta sendo elaborado é fundamento em três eixos: gestão, desenvolvimento econômico e desenvolvimento social que no entendimento do PTB são bases para um plano de governo de ações. Nogueira explicou que são indicações de 14 medidas que versam sobre receitas, 14 para o controle de despesas, 14 ações para desenvolvimento econômico e 14 para o desenvolvimento social.

O carazinhense destacou que assim que o documento estiver pronto deve entrega-lo e apresenta-lo a lideranças de Carazinho. Nogueira destaca que algumas medidas já anunciadas, ou que estão na pauta do governo federal foram inspiradas na carta aberta do PTB entregue ainda no mês de março pelo líder da bancada do PTB no Congresso deputado Pedro Lucas ao Presidente da República dentre estas o fundo garantidor para empréstimos a pequenas e microempresas.

Nogueira frisou que a cada 10 empregos formais no país, 8 são gerados em micro e pequenas empresas, no entanto, estas por vezes encontram dificuldades em acessar crédito de custeio e investimento por não existir para algumas o que o sistema financeiro chama de capacidade garantidora e o fundo garantidor. No entendimento da comissão isto será importante para o desenvolvimento da economia e a preservação dos empregos.

“O Governo enviou a medida provisória disponibilizando R$ 27 bilhões para este fundo garantidor, esta em fase ainda de regulamentação e tramitação para que os bancos possam operar seus financiamentos utilizando deste credito de aval para micro e pequenas empresas”, apontou Nogueira.

Ultimas notícias

Municípios do RS temem 'apagão' por falta de vacina contra a Covid, diz Conselho das Secretarias de Saúde

Fiocruz e Butantan anunciaram a paralisação na fabricação das vacinas Oxford/AstraZeneca e CoronaVac. Secretaria da Saúde estima que...

Operação dispersa pontos de aglomeração em Porto Alegre

Ocorrências foram registradas nos bairros Centro Histórico, Arquipélago, Cidade Baixa e Moinhos de Vento. Festa realizada em estabelecimento...

Homem de 72 anos é morto a tiros em Porto Alegre

Vítima, identificada como João Carlos Franco Cunha, de 72 anos, foi atingido por dois tiros na nuca e...

Museus recebem visitantes com hora marcada no RS; saiba como agendar

Reabertos após período de restrições, os museus históricos e artísticos da Capital e interior do estado organizam as...

Veja tambem

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here