O Grupo Hospitalar Conceição, de Porto Alegre, abriu inscrições para voluntários ao teste de vacina experimental contra o coronavírus

Candidatos podem ser inscrever por meio de formulário no site da instituição. (Foto: EBC)

Localizado na Zona Norte de Porto Alegre, o Grupo Hospitalar Conceição abriu inscrições para interessados em participar, em colaboração com outras instituições, da pesquisa envolvendo a vacina experimental contra o coronavírus elaborada pela farmacêutica belga Janssen, vinculada à empresa norte-americana Johnson & Johnson. Os voluntários já podem efetuar o pré-cadastramento.

Para isso, devem preencher um formulário de intenção, disponível de forma on-line. O link é informado no site oficial da instituição de saúde na capital gaúcha – www.ghc.com.br.

Conforme o diretor-presidente do Conceição, Cláudio Oliveira, o foco inicial da iniciativa são os profissionais da empresa.

“Esta manifestação não é garantia de participação em estudos futuros, pois deverão ser analisados os critérios de inclusão e exclusão específicos para cada projeto específico”, frisou o grupo hospitalar.

“Os dados serão utilizados apenas para facilitar o contato com os possíveis voluntários”, prosseguiu. “As informações fornecidas através do formulário ficarão armazenadas e mantidas sob sigilo e após serão descartadas.”

Oxford

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre é um dos centros participantes, no Brasil, da pesquisa que avalia a segurança e eficácia da vacina experimental contra o coronavírus produzida pela Universidade de Oxford (Inglaterra). Nesta semana, a instituição iniciou os testes clínicos do produto, com aplicação em um primeiro voluntário.

Segundo a instituição gaúcha, os participantes são selecionados por meio de um formulário de manifestação de interesse em participar do estudo, documento que pode ser obtido diretamente no site www.hcpa.edu.br. A equipe responsável pela pesquisa entra então em contato com os cadastrados, a fim de acertar os detalhes.

“É preciso informar nome, e-mail, telefones de contato, idade, sexo, se é profissional da saúde ou não, e se deseja que após a seleção os dados sejam mantidos ou eliminados”, menciona o Hospital de Clínicas.

Após a seleção dos candidatos ao recrutamento, as pessoas não incluídas nos estudos terão os seus dados eliminados ou mantidos em um cadastro para estudos futuros a serem realizados na instituição (a pessoa deve optar por uma das situações). Essa garantia está prevista na Constituição Federal e também na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Coronavac

Além do estudo de Oxford (realizado em colaboração com a empresa anglosueca AstraZeneca), outras duas vacinas experimentais já foram aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para testes em hospitais gaúchos.

A primeira é a Coronavac, cujo desenvolvimento pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech conta com a parceria do Instituto Butantan (São Paulo). Os testes são realizados desde julho no Hospital São Lucas da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), em Porto Alegre.

(Marcello Campos)

Voltar Todas de Porto Alegre

Ultimas notícias

spot_img

Veja tambem