Número geral de acidentes registrados em Porto Alegre aumenta 25% nos primeiros sete meses de 2021

O número geral de acidentes registrados em Porto Alegre aumentou 25%, de 5.006 nos primeiros sete meses de 2020 para 6.263 em 2021. O número de feridos ficou 12% mais alto que os dados do ano passado, de 2.478 para 2.790, conforme a a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), que divulgou, nesta segunda-feira (9), os dados de acidentalidade no trânsito da Capital gaúcha.

Na comparação com o mês anterior, diminuiu 8% o volume de acidentes, de 1.081 para 992, e também o número acidentes com pessoas feridas: 6% a menos, de 387 para 362.

No acumulado de janeiro até julho, houve uma redução de 5% no número de mortes, de 40 para 38, em comparação com o ano anterior.

Já o número de motociclistas que perderam a vida em razão de acidentes aumentou 5%, de 20 em 2020 para 21 em 2021.

Motociclistas

Das 38 mortes, 22 envolviam motocicletas (20 condutores, um ocupante e um pedestre). “Desses motociclistas, em dez ocorrências o condutor não possuía CNH. Alertamos para o perigo de conduzir um veículo sem o treinamento e a habilitação correta. Aumenta muito o risco de acidentes e, por se tratar de moto, a chance de ser grave é ainda maior”, destaca o diretor-presidente da EPTC, Paulo Ramires.

Operação Duas Rodas

As ações foram intensificadas a partir de abril, quando o número de acidentes com motos representava mais de 50% das ocorrências no primeiro trimestre de 2021. No 1º semestre de 2021, a fiscalização da EPTC flagrou 547 motociclistas sem CNH. Os registros de acidentalidade envolvendo motocicletas em Porto Alegre têm alertado para este grupo de risco, conforme o órgão.

De janeiro a junho, foram abordados 9.278 motociclistas na Operação Duas Rodas, 547 deles flagrados sem habilitação. Nas 175 operações, 3.293 motociclistas foram autuados por algum tipo de irregularidade e foram recolhidas 700 motos, 183 CNHs e 705 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos.

Ultimas notícias

spot_img

Veja tambem