O que não fazer na hora de degustar vinhos?

Os vinhos são bebidas que harmonizam diversos pratos e transformam simples reuniões de amigos em verdadeiros eventos, afirma Marco Antonio Carbonari. São imbuídos de sabores incríveis e excelentes aromas, possuem particularidades únicas que os tornam singulares e repletos de qualidade, por esses motivos, o número de consumidores aumenta cada dia mais com o passar do tempo, a legião de admiradores desta bebida incrível só cresce.

O Brasil é um país que aprecia muito o vinho, além disso, na região sul, a produção de vinhos ocorre a todo vapor, principalmente na localidade de Bento Gonçalves, cidade localizada no estado do Rio Grande do Sul. O consumo da bebida aumentou consideravelmente com o passar dos anos e o país se consolida hoje como um dos maiores consumidores de vinho do mundo.

O empresário Marco Antonio Carbonari é um especialista de vinhos muito competente e renomado, com anos de experiência no ramo, possui uma vinícola no interior de São Paulo, a Villa Santa Maria. De início, foi inaugurada apenas como tradição familiar, uma forma de reunir todos, contudo, com o passar do tempo e da qualidade empregada na vinícola, aos poucos tornou-se um empreendimento de muito sucesso, trazendo degustações e visitas através de tour guiados, ademais, possui em seu complexo até um restaurante, alinhando a excelência de seus vinhos com o sabor irresistível dos pratos preparados por profissionais primorosos.

Dito isso, o especialista em vinhos Marco Antonio Carbonari, repleto de conhecimento, fala à nossa redação sobre o que não fazer na hora de degustar vinhos. Vale ressaltar que não há uma forma engessada de degustar, o que vale é a experiência entre a pessoa e a bebida, bem como os aspectos que a bebida reflete em seu paladar, contudo, há ações que é melhor se esquivar. Confira quais são e fuja de perrengues:

Em primeiro lugar, julgar o vinho por seu rótulo, embalagem ou forma de vedação é um erro muito grave, pois não dá para saber a qualidade de um vinho sem antes apreciá-lo, dessa forma, sem julgamentos à primeira vista, ressalta Marco Antonio Carbonari.

Além disso, não é recomendável encher demais a taça, vá com calma e adicione aos poucos, repita quantas vezes desejar, porém, é aconselhável preencher ⅓ da taça, pois a bebida tende a esquentar. Ademais, em se tratando de esquentar, não segure a taça pelo bojo, uma vez que isso faz com que a bebida esquente também.

“Outro erro crasso, além de julgar a qualidade do vinho pelo rótulo é ter a crença de que apenas vinhos caros são bons”, enfatiza Marco Antonio Carbonari. Além do mais, ao degustar vinhos, opte por ingerir água e deixar de lado bebidas fortes, afinal, como protagonista há os vinhos.

Ultimas notícias

MP faz operação em penitenciária de Guaíba; agente é suspeito de comandar esquema de negociação com detentas

Agente penitenciário seria responsável por fornecer celulares a detentas, suspeitas de serem integrantes de facção criminosa. Operação...

Mulher é morta a tiros em Viamão; ex-marido é apontado como suspeito, diz polícia

Após cometer o crime, homem se jogou da nova Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, afirma delegada. Vítima...

Família é presa por suspeita de tortura, escravidão e estupro a mulher com deficiência no RS

Ela era obrigada a trabalhar mais de 15 horas por dia sem comida e bebida e sem poder...

'Descobrir que tu está viva é fora de série', diz mulher que passou 175 dias com Covid em UTI do RS

Cristiane dos Reis Duarte, de 44 anos, foi hospitalizada em 30 de novembro do ano passado com a...

Veja tambem

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here