‘Não temos tempo hábil para implantar o voto impresso em 2022’, diz deputado

A Câmara dos Deputados deve votar nesta terça-feira, 10, a PEC do voto impresso. Após derrota do parecer do deputado Filipe Barros, relator da matéria, na comissão especial na semana passada, o presidente Arthur Lira resolveu levar o tema ao plenário, para que a decisão final seja dos 513 parlamentares da Casa. Segundo o deputado federal Hildo Rocha, a proposta que deve ser votada é a da deputada Bia Kicis, que deu origem à discussão, e que coloca o voto impresso como possibilidade para uma auditoria do resultado das eleições. “O que o Filipe queria era totalmente diferente do que a Bia quer, então teria condições de prosperar. Era coisa maluca, coisa de doido, não tinha sentido algum. Acredito que tenha sido proposto apenas para bagunçar o sistema eleitoral.  Mesmo com a proposta da Bia Kicis, não temos mais tempo hábil para implantar [voto impresso] no ano de 2022. Não dá mais tempo. Sabemos que para fazer compras pelo serviço público é muito demorado e faltam apenas 14 meses para as eleições”, pontuou o parlamentar em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta segunda-feira, 9.

Para Hildo Rocha, o entendimento é que o voto impresso dificilmente será aprovado. “Será derrotada. Esse texto não tem como ser agregado à Constituição, porque ele vai impor a obrigatoriedade do voto impresso no ano que vem e não temos mais como implementar. Temos que ver o lado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não ver apenas o desejo das pessoas. É inexequível colocar na Constituição Federal uma obrigação para o TSE que sabemos que não vai cumprir porque não tem tempo. […] Não podemos ser irresponsáveis e criar problemas para a sociedade brasileira”, defendeu o deputado, que considera correta a postura de Arthur Lira de propor que o tema seja amplamente debatido pela Casa. “Regimentalmente é possível e ampara a atitude de Lira. Ele fez a ação correta, inclusive politicamente”, completou o político, que é contra a matéria por “facilitar a quebra do sigilo do voto e facilitar as fraudes”.

Ultimas notícias

Ideias para vender produtos artesanais

Empreender, para muitas pessoas, tornou-se uma forma de fazer uma renda extra. Desse modo, com o objetivo de auxiliar as pessoas que...

Melhores localidades em Tocantins para se conhecer

Frederico Gayer Machado de Araujo, grande empresário e nativo de Tocantins, comenta sobre os melhores lugares para se conhecer em seu...

Como manter um cabelo lindo e cacheado?

Para Leandra, a Diva do Brás, o cabelo cacheado está cada vez mais em alta, podendo até ser uma nova tendência nos...

Marco Antonio Carbonari dá dicas de harmonização com queijos

Receber amigos ou pessoas especiais em uma noite de vinhos para degustação e aperitivos é um dos programas...

Veja tambem