Marco Antonio Carbonari dá dicas de harmonização com queijos

Receber amigos ou pessoas especiais em uma noite de vinhos para degustação e aperitivos é um dos programas favoritos dos conhecedores de vinhos. A temporada de frio é a melhor época para degustar essas duas delícias, com harmonizações incríveis. O dono da vinícola Villa Santa Maria, Marco Antonio Carbonari, explica que a combinação de queijos com vinhos não foge à regra tradicional: o equilíbrio entre acidez, taninos e corpo da bebida junto com a gordura e a consistência do alimento. Por isso, iremos falar um pouco sobre alguns tipos de harmonização, confira a seguir.  

  • Harmonização com queijos macios: queijos como os do tipo Brie e Camembert passam por um processo de maturação de fora para dentro. O queijo francês Camembert possui uma casca aveludada, pasta mole e um sabor intenso, com picância leve e textura suave. Já o tipo Brie lembra um pouco o sabor de nozes em sua massa cremosa. É feito do leite da vaca, coberto por uma casca branca de um fungo comestível. Ambos harmonizam muito bem com vinhos tintos leves como Merlot ou brancos como os de uva Chardonnay.
  • Harmonização com queijos semiduros: os queijos semi duros como o prato, cheddar, gruyère e gouda têm como característica uma nota adocicada no paladar, resultado do tipo de fermentação. Marco Antonio Carbonari diz que tal aspecto faz com que este estilo de queijo mantenha harmonia com vinhos leves, ácidos e frutados (principalmente das variedades Riesling e Sauvignon Blanc), conseguindo equilibrar esta doçura e trazer um paladar limpo para a próxima garrafa.
  • Harmonização com queijos duros: assim como o vinho, certos queijos duros, como o Parmesão e o Grana Padano, podem demorar anos para entrar no mercado, até atingirem o seu sabor máximo. Alguns desses queijos são ralados e vendidos, conferindo um toque crocante aos alimentos. Para identificar estes queijos, podemos citar a textura quase porosa e crocante, que pede por vinhos de sobremesas, encorpados ou amadeirados, por exemplo, o Malbec, o Vinho do Porto ou um Syrah do Novo Mundo.
  • Harmonização com queijos azuis: O queijo azul é um dos queijos mais saborosos e populares do mundo, principalmente pelo seu sabor forte e acentuado. Sua intensidade se deve aos fungos que colonizam esses produtos. Os tipos mais conhecidos são o Roquefort e o Gorgonzola, que se assemelham por, além do gosto evidente, terem uma textura macia e consistência quebradiça. Para que haja equilíbrio, o produtor de vinho Marco Antonio Carbonari comenta que para harmonizar com este tipo de queijo é preciso de um vinho com pouco tanino, pois não combinaria com seu intenso sabor salgado. Então o tipo de vinho perfeito são os licorosos, como um Porto ou um Sauternes.

Ultimas notícias

spot_img

Veja tambem

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here