Justiça encerra investigações sobre Paulo Guedes na operação Greenfield

O ministro da Economia, Paulo Guedes, conseguiu, nesta terça-feira, 06, encerrar processo que apura supostas fraudes em fundos de pensão. O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1) suspendeu a investigação e, por unanimidade, os desembargadores da Terceira Turma da Corte descartaram a denúncia contra Guedes de gestão temerária ou fraudulenta. O ministro era investigado na operação Greenfield pelo vínculo que mantinha com uma corretora que administrava os fundos de pensão. A investigação apurava aportes feitos pelos fundos de pensão em empresas que teriam gerado prejuízos milionários.

O ministro sempre negou as acusações. O advogado de Paulo Guedes, Ticiano Figueiredo lembrou que a Comissão de Valores Mobiliários já havia descartado as denúncias indicando que não houve ato ilícitos e afirmando que não cabia ao gestor a função de escolher os investimentos. Em nota, a defesa do ministro ainda classificou a decisão como uma vitória da sociedade e do direito de defesa. Ainda de acordo com o comunicado, os fundos foram lucrativos e todos os atos teriam sido íntegros dentro das regras de mercado. Segundo a defesa, o que se espera agora é que o ministro tenha tranquilidade para cuidar das inúmeras tarefas que seu cargo exige e não seja perseguido por divergências políticas.

*Com informações da repórter  Luciana Verdolin 

Ultimas notícias

spot_img

Veja tambem