Batida que matou 7 pessoas pode ter sido causada por pneu de caminhão em rodovia, diz Polícia Civil


Colisão foi registrada na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-245), em Parapuã (SP), na noite desta segunda-feira (21). Acidente em Parapuã (SP) deixou 7 mortos e 32 feridos na noite desta segunda-feira (21)
Paula Sieplin/TV Fronteira
As investigações realizadas pela Polícia Civil indicam que a presença de um pneu de caminhão na pista possa ter sido a causa de um acidente de trânsito que provocou a morte de sete pessoas e deixou outras 32 feridas, na noite desta segunda-feira (21), na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Parapuã (SP).
O G1 conversou com o delegado da Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Tupã (SP), Roberto José Fernandes Bonfim. Ele afirmou que o ônibus é de linha regular e pertence à empresa Helios Coletivos e Cargas, que tem sede em Carazinho (RS).
O ônibus saiu de São Félix do Xingú (PA), com destino a Carazinho (RS), e no km 385,2 houve a batida frontal com um caminhão.
“O ônibus passa em várias cidades e tinha passageiros do Brasil todo também. O veículo seguia sentido Parapuã-Presidente Prudente e o caminhão no sentido contrário”, relatou o delegado.
Ele ainda disse que, por volta das 21h30, houve a colisão frontal. “O que foi apurado até o momento é que o ônibus invadiu a pista do caminhão, possivelmente devido a um pneu de um outro caminhão que estava na pista”, explicou Bonfim.
De acordo com informações da Polícia Civil, somente quatro crianças saíram ilesas da batida. Todos os envolvidos já foram identificados.
No caminhão, estavam dois irmãos, que seguiam como motorista e ajudante. Eles foram identificados como Donizete Alexandre dos Santos, de 30 anos, e Bartogaleno Alexandre dos Santos, de 33 anos, ambos moradores de Lucélia (SP). O mais novo conduzia o veículo.
O velório dos irmãos teve início às 11h desta terça-feira (22), em Lucélia.
No ônibus estavam dois motoristas e 39 passageiros, entre adultos, adolescentes e crianças. O condutor que dirigia o coletivo morreu, enquanto o outro motorista ficou ferido. Dos 39 passageiros, quatro morreram, quatro crianças saíram ilesas e as outras 31 vítimas tiveram ferimentos. “Tiveram feridos graves, médios e leves. Mas a maioria foi de graus leve e médio”, disse o delegado.
Bonfim ressaltou que a perícia compareceu ao local do acidente e deve apontar as causas da batida. “O caso vai ser apurado pela Delegacia da Polícia Civil de Parapuã”, finalizou Bonfim ao G1.
Acidente em Parapuã (SP) deixou 7 mortos e 32 feridos na noite desta segunda-feira (21)
Bill Paschoalotto/TV Fronteira
Acidente entre ônibus e caminhão mata 7 pessoas e deixa outras 32 feridas na Rodovia Assis Chateaubriand
Ônibus envolvido em acidente com 7 mortos na Rodovia Assis Chateaubriand não podia circular, diz ANTT
Batida que matou 7 pessoas pode ter sido causada por pneu de caminhão em rodovia, diz Polícia Civil
Dois irmãos estão entre as vítimas do acidente entre ônibus e caminhão na Rodovia Assis Chateaubriand
‘Só tinha trabalhador’, afirma sobrevivente de batida entre ônibus e caminhão que matou sete pessoas
Feridos
A Santa Casa de Osvaldo Cruz informou que atendeu 21 passageiros e um foi transferido em estado grave ao Hospital das Clínicas de Marília (SP), enquanto seis pessoas continuam internadas e 14 tiveram alta.
Já a Santa Casa de Tupã recebeu cinco vítimas: uma segue em observação, três estão na enfermaria e uma é atendida na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado estável.
A Santa Casa de Parapuã afirmou que dez passageiros foram socorridos no local, sendo duas pessoas transferidas para uma unidade de saúde de Marília, três crianças foram liberadas para abrigos de Osvaldo Cruz até a identificação dos responsáveis, e cinco pessoas tiveram alta.
O Hospital das Clínicas de Marília recebeu transferências de três pessoas, sendo uma em estado grave e duas em observação.
Initial plugin text
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Ultimas notícias

Voluntários produzem pães para doar a estudantes da rede pública de Taquara

Campanha começou, há três semanas, produzindo 100 pães. Com doações da comunidade, volume foi duplicado. Produção dos pães...

Hospitais gaúchos ganham 80 milhões de reais para o combate ao coronavírus

O governo do Estado repassou, nesta sexta-feira (9), R$ 80 milhões a cerca de 200 hospitais gaúchos para o custeio dos serviços ambulatoriais e...

Municípios do RS notificam Anvisa por lotes de vacina contra a Covid com menos doses do que indicado

Conselho de Secretarias Municipais da Saúde estima perda de 20 mil doses em 100 cidades. Agência afirma que...

Corujas são devolvidas à natureza após tratamento em Porto Alegre

Filhotes foram encontrados em uma rua da Zona Sul da Capital há três meses. Animal é comum em...

Veja tambem