Após quase três semanas, deputada Flordelis é intimada a colocar tornozeleira eletrônica

Após quase três semanas de tentativas da Justiça do Rio de Janeiro, a deputada e pastora Flordelis Santos (PSD), acusada de ser mentora da morte do próprio marido, foi intimada na noite desta terça-feira, 7, a colocar uma tornozeleira eletrônica na Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro. Com a entrega da intimação, Flordelis tem um prazo de 48 horas para se apresentar ao órgão.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a deputada foi encontrada em casa, na Região Oceânica de Niterói, por volta das 19h. Após buscas sequenciais realizadas desde o último dia 18 na casa da deputada em Niterói e em um endereço ligado a ela em Brasília, a Justiça obrigou que os advogados de defesa disponibilizassem os contatos dela para que a política fosse encontrada.

A mesma decisão que obriga Flordelis a ser monitorada pela tornozeleira eletrônica pede que ela fique em recolhimento domiciliar entre as 23h e 6h. Até o momento, a deputada não compareceu à secretaria. Apesar de ser acusada pela polícia como mentora e mandante da morte do marido, Anderson do Carmo, em junho de 2019.

Ultimas notícias

spot_img

Veja tambem